Blog da Saúde

Como o nosso organismo reage ao frio

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 1 de agosto de 2011

O inverno é conhecido como a estação da preguiça: lutamos arduamente com os lençóis para sair da cama pela manhã, não temos disposição para as atividades que exigem maior preparo físico e de forma alguma dispensamos o chocolate quente, que é sempre tão bem-vindo para aquecer o corpo. Também surgem as doenças características da estação, como pneumonia e asma, além do mau humor que costuma atingir uma parcela da população.

Essas cenas fazem parte da nossa rotina durante a estação mais fria do ano, mas raramente paramos para pensar no motivo que faz com que nosso organismo aja dessa forma. Por que será que sentimos mais sono e fome no inverno? E por que tantas doenças aparecem nessa época do ano?

Numa matéria para o portal Minha Vida, a Dra. Sandra Aparecida Ribeiro, pneumologista do Hospital São Luiz, tirou junto com outros especialistas algumas dessas dúvidas que aparecem junto com o frio característico da estação:

Mau humor: essa variação de temperamento está ligada à menor produção de seretonina, o hormônio responsável por promover a sensação de bem estar, além de regular o sono e a ansiedade. Uma saída para a diminuição do mau humor é a exposição ao sol do começo da manhã, que estimula a produção dessa substância no corpo humano.

Doenças respiratórias: com a concentração da poluição e o aumento do ar seco, ficamos mais expostos aos males que podem vir com a baixa umidade. O maior consumo de água, junto com a limpeza constante dos locais em que se passa a maior parte do tempo, ajudam a diminuir a chance de se contrair alguma doença.

Doenças cardíacas: a diminuição da temperatura ambiente acarreta na vasoconstrição, que é quando os vasos sanguineos reagem ao frio e se contraem, diminuindo a passagem de sangue pelas veias. Esse efeito colateral provocado pelo inverno é percebido principalmente por quem está pré-disposto a sofrer um ataque cardíaco. Agasalhar-se bem, com especial atenção para a área do rosto, é uma das medidas tomadas a fim de diminuir o impacto que o frio causa ao corpo.

Dores nas articulações: não é só a circulação do sangue que diminui no inverno. A vasoconstrição diminui a passagem de outros fluídos do corpo, como o líquido sinovial, responsável por lubrificar os joelhos e cotovelos. Para evitar as dores causadas pela falta dessa substância, recomenda-se a adoção de exercícios que estimulam a circulação ou pelo alongar-se diariamente.

Fome: nosso corpo pede mais energia quando fica exposto a temperaturas baixas, o que faz com que passemos a ingerir uma quantidade maior de alimentos no inverno. Para não exagerar, recomenda-se a ingestão maior de carboidratos e alimentos que regulam a temperatura, como canela , pimenta e chá verde.

Para ler a matéria completa e saber mais sobre os efeitos que o inverno causa ao corpo, clique aqui.

Be Sociable, Share!

Deixe seu comentário

(*)campos obrigatórios.

Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados