Blog da Saúde

Quer um parto normal?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 13 de setembro de 2011

O parto normal reduz os ricos de infecções, problemas no pós-parto, cicatrizes e longos dias de internação. Porém, nem sempre é possível induzi-lo.

A Dra, Luciana Taliberti, ginecologista e obstetra do Hospital São Luiz, explica: “O bebê pode sentar, ser grande demais ou ainda a mãe não ter dilatação suficiente”.

Não dá para garantir um parto normal, mas algumas medidas saudáveis podem facilitar que ele aconteça. Uma das dicas da Dra. Luciana é cuidar bem da alimentação, evitando excesso de carboidratos e sal. É importante também ter uma dieta balanceada com frutas e verduras, comendo de três e três horas.

A partir do terceiro mês, a futura mamãe deve começar a se exercitar. Exercícios na água, como natação e hidroginástica, são ideais. Do quinto mês em diante, a mulher pode começar a trabalhar a região perineal. “Um exercício simples é segurar e soltar a urina. Essa contratura ajuda a trabalhar a musculatura perineal”, explica a ginecologista. Outras opções são agachamentos, musculação com no máximo dois quilos e séries de abertura e fechamento de pernas.

Na hora que as dores do parto começarem, não se deitar também pode ajudar. “Em vez de deitar, fique de cócoras e faça força para ajudar o bebê a descer”, diz Dra. Luciana.

Você pode e deve seguir todas essas dicas, mas a mais importante delas é ficar em paz. “Se der para ser normal, ótimo, se não, tudo bem. Se a mulher quiser muito fugir da cesárea e não conseguir, terá um problema para a vida toda por conta da alta carga emocional. Ela precisa pensar que o parto ideal é aquele que for melhor para ela e para o bebê. O importante é que a criança nasça saudável e feliz”, finaliza Dra. Luciana.

Be Sociable, Share!

Deixe seu comentário

(*)campos obrigatórios.

Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados