Blog da Saúde

Canal do Médico

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 18 de outubro de 2011

O Hospital e Maternidade São Luiz busca ser conhecido não apenas pelos serviços que presta em benefício da saúde, mas também pela qualidade dos profissionais que frequentam o hospital. Por mês, são mais de 4 mil colaboradores e 7 mil médicos que circulam nas unidades Itaim, Morumbi e Anália Franco para cuidar de você e de seu bem-estar.

Para aproximar ainda mais o corpo médico do hospital de você, o Blog da Saúde inaugura a editoria “Canal do médico”. Nesta seção, você terá dicas de especialistas de diversas áreas. O pediatra convidado pelo Hospital e Maternidade São Luiz é o dr. Marcelo Reibscheid, que periodicamente trará dicas de saúde infantil. Assista ao vídeo.

O tema da primeira conversa é cólica infantil. Confira abaixo as dicas de Marcelo.

Blog da Saúde: É comum o bebê sofrer com cólicas? Quais podem ser as causas da cólica infantil?

Dr. Marcelo Reibscheid: É perfeitamente normal que bebês até os três meses sintam cólicas. O que acontece é que ao nascer o intestino da criança passa por um processo de maturidade. Cerca de 80% dos bebês sentem esse processo, os outros 20% não sofrem muitas vezes por pura sorte. É claro que a alimentação da mãe interfere muito na saúde do filho, mas as cólicas são super comuns.

BS: Como saber que a criança está com cólica? Como os pais devem proceder?

MR: A criança normalmente chora esticando e dobrando a perna, além disso, a barriga fica dura e avermelhada. Os pais devem manter a calma e não usar medicamentos caseiros. Uma massagem e uma bolsa de água quente podem ajudar muito. O importante é ter em mente que não há motivo para preocupação. A cólica é um estado transitório. Se após três meses o bebê continuar chorando é aconselhável levá-lo ao médico para entender se existe algo a mais que uma simples cólica.

BS: Existe um horário que a criança fica mais propensa a sentir cólicas?

MR: No final do dia, o nível de cortisol decai. O mal-estar acontece normalmente neste horário e é normal que o bebê fique mais queixoso.

Para ler mais sobre o assunto, acesse o site do Dr. Marcelo Reibscheid.

Você tem alguma dúvida sobre a saúde e o crescimento do seu filho? Qual tema você gostaria que o Dr. Marcelo abordasse no blog? Envie suas sugestões por aqui ou pelo Facebook e Twitter do São Luiz.

Be Sociable, Share!

Deixe seu comentário

(*)campos obrigatórios.

Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados