Blog da Saúde

Mitos e verdades sobre os cuidados com bebês

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 8 de Maio de 2012

Simpatias, conselhos e receitas caseiras estão na lista de todas as mães, tias e principalmente das avós quando surge uma dúvida na hora de cuidar dos bebês. E as mães de primeira viagem não são as únicas sujeitas a acreditar nessas orientações.

De acordo com a pediatra Camila Reibscheid, do Hospital e Maternidade São Luiz, toda mulher recorre ao “manual de mitos” na hora de cuidar dos filhos. “É natural. As mães têm dúvidas e acabam procurando apoio na própria família, por questão de experiência, ainda mais quando se trata do primeiro filho”.

Para ajudar a desvendar esses mitos, a dra. Camila Reibscheid listou 10 dúvidas frequentes que aterrorizam as mães:

O bebê deve mamar de três em três horas?

Não exatamente. A amamentação deve ser feita em livre demanda, ou seja, sempre que a mãe perceber que o bebê está com fome. A criança não pode ficar mais de três horas sem mamar, o que não significa que a mãe deve esperar três horas para amamentar novamente.

 O bebê deve sempre arrotar após cada mamada?

O ideal é que isso aconteça, mas existem casos de bebês que não arrotam. É um tanto comum, por isso indicamos aos pais que coloquem a criança de pé e após 10 ou 15 minutos ela já pode ser colocada no berço ou carrinho. É imprescindível que esse espaço de tempo seja dado ao bebê. As famosas “palmadinhas” nas costas são desnecessárias.

Linha vermelha na testa faz o soluço passar?

Mito. O soluço é um estímulo do diafragma relacionado à perda de controle da respiração, natural quando a criança mama muito ou com mais rapidez. A amamentação é o método mais indicado para conter esse descontrole, pois ela coordena a respiração novamente. Se o bebê tiver mais de quatro meses também pode tomar um pouco água.

 Ficar muito tempo com o bebê no colo pode deixá-lo enjoado?

Não é uma questão de manhã, como muitas pessoas pensam. A criança se acostuma facilmente a posições. Quando fica no colo por muito tempo acaba se adequando àquela posição e as outras passam a ser desconfortáveis ou indesejáveis, por isso ela chora até que alguém a pegue no colo. As posições devem ser alternadas e o bebê tem que se acostumar a ficar no carrinho, cadeirinha e até a dormir no berço sem precisar do estímulo do colo.

A chupeta pode prejudicar a dentição da criança?

Existem vários estudos e pesquisas contraditórias sobre isso. A chupeta deve servir de instrumento para acalmar o bebê em certas situações. Antes de completar um ano, seu uso não influi no desenvolvimento da dentição, mas deve ser usado moderadamente e não se tornar um hábito.

Dar banho à noite pode causar cólicas?

Mito. Apesar dos conselhos sobre banhos noturnos essa é a técnica mais indicada para acalmar o bebê e diminuir as cólicas. Pode ser feito todas as noites, não tem problema.

Alguns alimentos ingeridos pela mãe podem causar cólicas no bebê?

Depende muito. No caso de uma mãe que fez dieta equilibrada durante toda a gestação, dificilmente as cólicas do bebê terão origem do leite. De qualquer forma, a ingestão de refrigerantes, chocolates e alimentos condimentados pode estimular a produção de gases no organismo do bebê. O café deve ser totalmente evitado, pois além das cólicas faz com que o bebê não consiga dormir. Sem esquecer, é claro, das bebidas alcoólicas que não podem ser consumidas nem moderadamente.

 Sair de casa com o bebê menor de dois meses é perigoso?

Com certeza. Nesta idade a criança ainda não está totalmente vacinada e fica muito exposta. É mais uma questão de bom senso. Falo sempre para a mãe pensar “o que a criança vai ganhar com esse passeio?”. Lugares fechados, como shoppings, devem ser os mais evitados não só pela grande movimentação, mas também pelo barulho que incomoda muito os bebês.

Chupar o dedo pode dar verme?

Na verdade a mão suja leva vermes ao organismo da criança, principalmente quando está engatinhando. Não há muito o que fazer, por isso é importante sempre levar o bebê ao pediatra para que ele seja avaliado. Vermes podem desenvolver casos mais graves como a diarréia.

Bebês sentem mais frio que os adultos?

Mito. Por serem pequenos eles não tem a mesma estabilidade térmica que os adultos e precisam estar aquecidos. Porém os bebês sentem muito calor, pois tem o metabolismo mais acelerado. O ideal é que eles estejam sempre com uma peça de roupa a mais que a nossa.

Be Sociable, Share!

Deixe seu comentário
You must be logged in to post a comment.
Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados