Blog da Saúde

Derrames pleurais em fetos

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 13 de agosto de 2014

A realização regular de exames pré-natais tem permitido o diagnóstico mais frequente de doenças nos fetos e, consequentemente, a ocorrência de procedimentos ainda durante a gravidez, as chamadas cirurgias fetais.

Dr. Javier Miguelez, médico responsável pela Medicina Fetal do Hospital São Luiz, esclarece que “o derrame pleural ou hidrotórax é uma condição de extravasamento de líquido no pulmão do bebê”.

A pleura consiste em uma membrana delicada que recobre o pulmão pelo lado de fora (pleura visceral) e a superfície interna da parede torácica (pleura parietal). Entre essas duas membranas – ou pleuras – existe uma camada bem fina de líquido. Em outras palavras, o derrame pleural é o acúmulo excessivo de líquido neste espaço. Este excesso leva a uma situação muito grave para o feto, uma vez que ocorre a compressão dos pulmões, que não se desenvolvem bem. Este problema pode causar insuficiência respiratória, uma das principais causas de morte neonatal.

A cirurgia, neste caso, consiste na drenagem do líquido da pleura para o líquido do útero da mãe. Dr. Javier explica que por meio da ultrassonografia, “os médicos usam uma espécie de cateter especial – chamado shunt para “escoar” o líquido. Uma das pontas fica no tórax do feto e a outra, no útero da mãe”. Esta drenagem reduz o líquido e permite que os pulmões voltem a se desenvolver normalmente.

Quando realizada no terceiro trimestre de gestação, as chances são de 80% a 90% de sucesso.

#HospitalSaoLuiz #cirurgiafetal

14-07-10_05_hipertensao_na_gravidez

Be Sociable, Share!

Deixe seu comentário

(*)campos obrigatórios.

Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados