Blog da Saúde

AVC: cada minuto conta

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 28 de junho de 2017

O derrame cerebral, ou AVC, apresenta sinais marcantes logo de início; Não hesite em procurar um pronto atendimento o mais rápido possível

O AVC (acidente vascular cerebral) é um mal que aparece de forma súbita, sem sinais prévios e que pode trazer sequelas severas e até levar o paciente a óbito. Por isso, logo nos primeiros sinais é importante procurar um hospital que tenha os recursos adequados para o tratamento.

A doença se manifesta quando ocorre um entupimento ou rompimento dos vasos cerebrais, o que ocasiona paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea. A Dra. Maramelia de Miranda Alves, neurologista do Hospital São Luiz Morumbi, explica que, diferente de outros males, o AVC vem de uma hora para outra e pode começar de várias formas, como uma forte dor de cabeça ou paralisação de uma das partes do corpo. “O paciente pode ter uma diminuição súbita da força da face, braços ou pernas de algum lado do corpo, sensação de formigamento que acomete os mesmos membros citados anteriormente, alteração na fala e perda total da visão ou apenas de um dos olhos”, explica a neurologista.

A especialista destaca que as sequelas podem aparecer mesmo fazendo o tratamento correto, mas a rapidez no estágio inicial da doença ajuda a diminuir esses riscos. “Dependendo do local que aconteceu o problema, as sequelas são inevitáveis, mas quando o tratamento demora a acontecer podem ser ainda piores já que o cérebro está sofrendo por mais tempo”. Por isso, a médica ressalta a importância de procurar um hospital que tenha suporte adequado para o tratamento do AVC nos primeiros sinais da doença. “O paciente nunca deve ficar em casa esperando que os sintomas passem sozinhos ou com automedicação. Isso fará diferença na recuperação dessa pessoa”.

Mesmo sendo uma doença súbita, existem alguns fatores de riscos que aumentam as chances desse mal como tabagismo, obesidade, pressão alta, portadores de doenças cardíacas como arritmia e a idade elevada. Já hábitos saudáveis, como a prática regular de exercícios físicos e alimentação balanceada ajudam a diminuir, as chances de AVC. Em caso de emergência, procure um pronto socorro mais perto.

Be Sociable, Share!

Deixe seu comentário

(*)campos obrigatórios.

Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados