Blog da Saúde

Sucos detox ajudam a desintoxicar organismo após excessos de final de ano

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 5 de Janeiro de 2015

Retomar a rotina alimentar após a comilança das festas de final de ano nem sempre é uma tarefa fácil. Segundo Maria Elisa Yaemi, nutricionista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, os famosos sucos detox são boas opções para desintoxicar o organismo e começar o ano com saúde.

“Os sucos detox podem ser consumidos diariamente. Eles eliminam as toxinas do corpo, ajudam a desinchar e a melhorar o funcionamento do intestino”, explica a nutricionista.

O modo de preparo é simples. Os sucos detox costumam usar como base água de coco ou sucos cítricos. Dependendo da receita são adicionadas frutas e verduras, como couve, salsão, limão, abacaxi, hortelã e gengibre.
A nutricionista Maria Elisa Yaemi sugere duas receitas de sucos detox para recuperar as energias e equilibrar o organismo.

Suco de couve, pepino e maçã

Bata no liquidificador uma folha de couve, suco de ½ limão, um pedaço pequeno de pepino sem casca e sem semente, uma maçã vermelha sem casca e 150 ml (cerca um copo) de água de coco. Beba gelado.

Suco de laranja com gengibre

Junte no liquidificador uma laranja sem a polpa branca, suco de ½ limão, uma maçã gala ou Fuji, um pedaço de gengibre (do tamanho de uma moeda), uma folha de couve, ½ copo de água e bata tudo no liquidificador. Beba sem coar.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #sucos #detox

653813_18542022 - suco

Para prevenir crises de asma brônquica é importante seguir as orientações médicas

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 29 de dezembro de 2014

A asma brônquica é caracteriza pela inflamação crônica das vias aéreas. Por ser uma doença de característica genética, não é possível prevenir o seu desenvolvimento. Mas sim, controlá-la e suavizar os sintomas.

Entre os cuidados para reduzir os sinais da doença destacam-se: evitar contato com poeira, bolor, consumo de tabaco e locais com clima seco. Mudanças de temperaturas, viroses e gripes também podem intensificar os sintomas da asma brônquica.

Dra. Andrea Aparecida Sette, pneumologista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, explica que para minimizar a exposição do organismo a essas condições é válido incorporar alguns hábitos à rotina, como por exemplo, ter sempre um casaco em mãos, evitar situações e locais com contraste de temperatura. “Locais sem ventilação e muito fechados também devem ser evitados, principalmente no inverno (período de maior prevalência das síndromes gripais)”, ressalta.

Quem tem a doença respiratória precisa, primeiro, se conscientizar que tem uma doença crônica, reconhecer sintomas precoces e a necessidade de tratamento para controle dos sintomas e das chamadas crises. O controle da asma brônquica é fundamental para evitar as complicações da doença, como infecções pulmonares. Por isso, o acompanhamento médico é de grande importância.

“Episódios recorrentes de tosse seca irritativa (aquela tosse que incomoda), chiado no peito e/ou falta de ar. Esses sintomas são mais predominantes pela manhã ao acordar e/ou à noite e podem se manifestar ao mesmo tempo ou de forma isolada,” esclarece a pneumologista.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #asma #asmabronquica

1214675_16733580 cinzeiro

O que levar no kit de primeiros socorros

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 17 de dezembro de 2014

Se você vai viajar, não se esqueça de levar uma caixinha de emergência. Dra. Andrea Sette, pneumologista e clínica geral do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, orienta que este kit deve conter:

– Curativo adesivo de diversos tamanhos;
– Analgésicos e antitérmicos;
– Termômetro;
– Álcool gel.

A médica explica que em caso de qualquer ferimento, o melhor a fazer é lavar o local com água e sabão neutro para tirar a sujeira e para não haver contaminação. Dra. Andrea afirma ainda que é essencial verificar as datas de validade dos medicamentos contidos no kit.

Outras recomendações são não se automedicar e nunca realizar uma viagem caso sinta mal-estar. O ideal é procurar atendimento médico para ser examinado antes de qualquer deslocamento, principalmente de avião, onde o socorro é mais complicado.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #primeirossocorros

878051_85801803 - kit primeiros socorros 2

Vai viajar de avião por muito tempo? Previna-se contra a trombose venosa.

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 16 de dezembro de 2014

Fazer uma longa viagem de avião implica não só em organizar a documentação e arrumar as malas. É importante estar atento aos riscos que esse tipo de deslocamento pode apresentar, com a trombose venosa profunda. Ela consiste na formação de um coágulo de sangue, normalmente nas pernas, que pode se deslocar pela corrente sanguínea e chegar a órgãos vitais, como o pulmão. Nos casos mais graves, a trombose venosa pode causar a morte.

Alguns indivíduos apresentam maior tendência a ter trombose. Dr. Jorge Kalil, cirurgião vascular do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, elenca quem são eles:

– mulheres que usam anticoncepcionais;
– mulheres que usam anticoncepcionais e fumam;
– mulheres grávidas;
– portadores de varizes;
– portadores de trombofilia;
– portadores de distúrbio da coagulação do sangue – hipercoagulação;
– pessoas que já tiveram trombose venosa em outra ocasião;
– obesos.

O especialista também dá dicas para prevenir a trombose venosa:

– Trabalhar a panturrilha;
– Fazer flexão e extensão dos pés e das pernas;
– Andar de 5 a 10 minutos por hora de voo;
– Usar meia elástica de média compressão até o joelho.

Dr. Jorge Kalil explica que para pacientes que apresentam maior risco, pode haver indicação de tomar um comprimido anticoagulante uma hora antes de embarque. Mas esclarece que apenas um médico poderá fazer a solicitação.

Por fim, o cirurgião vascular reforça que a aspirina e/ou AAS não fazem a prevenção da trombose venosa. Se você conhece alguém com estas características, o ideal é procurar um médico antes da viagem e seguir suas orientações.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #trombose

173147_5464 avião

Cuidado com a desidratação e a insolação

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 12 de dezembro de 2014

845626_58449710 rio de janeiro

A situação se repete no verão, todos os anos. As pessoas vão à praia ou à piscina pela manhã e passam o dia inteiro sob um sol escaldante. Esta exposição excessiva sem os devidos cuidados pode levar a um quadro grave de insolação. Pessoas com extremos de idades, como crianças e idosos, são as que mais sofrem.

Ficar sob o sol muito quente pode causar várias manifestações do organismo. Os sintomas mais comuns costumam ser: mal estar, vômito, tontura e náusea. Em alguns casos, a pressão arterial pode cair e a frequência cardíaca aumentar.

Na insolação, a temperatura corporal aumenta rapidamente e o organismo fica impossibilitado de resfriá-lo. Em casos extremos, ela pode causar danos aos órgãos e até levar à morte. Caso perceba que alguém está com a pele vermelha, quente e seca, com febre alta, tontura e confusão mental, leve-a para um local fresco e tente baixar sua temperatura corporal, com um banho de água fria, por exemplo. Também é importante chamar o socorro imediatamente.

Dra. Andrea Sette, clínica geral e pneumologista da unidade Itaim do Hospital e Maternidade São Luiz, explica que prevenir a desidratação e a insolação é muito simples. Basta seguir algumas orientações:

– Hidratar-se frequentemente;
– Alimentar-se de forma saudável, evitando condimentos e comidas gordurosas;
– Usar boné, óculos escuros e protetor solar no corpo e no rosto;
– Evitar a exposição direta ao sol (principalmente entre 10h e 17h);
– Não ingerir bebidas alcoólicas, já que o álcool “desidrata” o organismo.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #desidratacao #insolacao

Não hesite em procurar um fonoaudiólogo

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 9 de dezembro de 2014

O fonoaudiólogo é o profissional responsável por avaliar e tratar as alterações na fala, audição, deglutição, escrita, entre outros. Apesar de atuar com indivíduos de todas as idades, ele pode desempenhar um papel determinante na infância.

De acordo com Flavia Ribeiro, fonoaudióloga do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, “não há uma idade adequada para que os pais procurem um fonoaudiólogo, uma vez que os problemas podem aparecer em diversas fases. O mais importante é que a criança faça uma avaliação e tenha um atendimento precoce porque isto fará diferença no seu desenvolvimento”.

Os problemas auditivos, por exemplo, podem ser identificados desde o nascimento, com o teste da orelhinha. A fala, por sua vez, começa a se desenvolver quando a criança tem em torno de um ano e começa a emitir as primeiras palavras. Caso ela não comece a falar até dois anos, é fundamental que seja avaliada por um fonoaudiólogo. Problemas da área da alimentação, como a recusa alimentar, também podem ser tratados por um especialista em fonoaudiologia.

Flavia Ribeiro afirma que muitos pais adiam a consulta com este profissional, pois acreditam que a criança se desenvolverá por conta própria. “Porém, elas chegam com uma série de problemas, às vezes, muito maiores do que teriam se começassem o tratamento anteriormente. Além disso, algumas dificuldades causam um sofrimento que poderia ter sido evitado.” Outro motivo da procura tardia por um fonoaudiólogo costuma ser o custo das consultas. Muitos pais desconhecem que seus planos de saúde cobrem este tipo de tratamento. “De qualquer maneira, é preciso pensar no tratamento como um investimento na saúde da criança. Esperar não é a melhor solução”, conclui.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #fonoaudiologia

Imagem1

BabyWeb do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim pode ser acessado em smartphones e tablets

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 8 de dezembro de 2014

O BabyWeb, serviço de transmissão de imagens do nascimento em tempo real via web da unidade Itaim do Hospital e Maternidade São Luiz, em parceria com a PubliVídeo, está ainda mais acessível. Agora a ferramenta pode ser acessada em smartphones e tablets, além de computadores.

“O nascimento de um bebê é um momento de extrema alegria e merece ser compartilhado com todos os familiares e amigos. O BabyWeb permite isso de uma forma acessível, prática e em tempo real”, diz Dra. Márcia Maria da Costa, coordenadora da maternidade do Hospital e Maternidade São Luiz, unidade Itaim.

No novo serviço, o vídeo fica disponível na plataforma por sete dias com total segurança e privacidade. No momento da internação, a mamãe que comprar o BabyWeb recebe um login e senha de acesso que poderão ser repassados para quantos familiares e amigos desejar, em qualquer lugar do mundo.

“Outro diferencial da plataforma é sua sincronia com todas as redes sociais. Agora o vídeo pode ser compartilhado no Facebook, Instagram e WhatsApp. Caso os pais queiram, há também a possibilidade de gravar o parto em CD”, explica Paulo Gomes, proprietário da PubliVídeo e idealizador do BabyWeb.

O serviço pode ser agendado pelo telefone (11) 3040-1489. O valor cobrado pelo BabyWeb é a partir de R$ 95. Para mais informações e detalhes: http://www.publivideo.com.br/ ou http://www.saoluiz.com.br/maternidade/amigos_visitantes/babyweb.aspx

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #BabyWeb

Fachada Maternidade Itaim

Conheça as cirurgias do Centro de Excelência em Cirurgia Bariátrica e Metabólica

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 18 de novembro de 2014

O Centro de Excelência em Cirurgia Bariátrica e Metabólica do Hospital São Luiz oferece tratamento multidisciplinar a portadores doenças relacionadas à obesidade e suas consequentes alterações metabólicas.

Entre as terapêuticas oferecidas para o tratamento da obesidade, o Balão Intragástrico apresenta-se como uma alternativa não cirúrgica em que o indivíduo não necessita de anestesia, apenas de uma sedação. Neste procedimento, uma esfera oca de silicone (Balão) é inserida por endoscopia no interior do estômago do paciente. Quando insuflada com uma solução de soro fisiológico e azul de metileno, esta esfera ocupará cerca de 2/3 do espaço do estômago, causando a sensação de saciedade (estômago cheio). Após 7 meses, o Balão deve ser retirado também por endoscopia.

O cirurgião bariátrico do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, Luiz Vicente Berti, afirma que o “Balão Intragástrico é utilizado para o paciente obeso perder peso antes da cirurgia ou nos casos em que ele ainda não apresenta quadro de obesidade mórbida, mas em que falharam os procedimentos clínicos a que ele foi submetido, como dietas e ingestão de medicamentos”.

Dr. Luiz Vicente explica que a cirurgia bariátrica mais realizada no Brasil e em todo o mundo é o Bypass Gástrico, também conhecido como Gastroplastia. Este procedimento é realizado por videolaparoscopia e altera o funcionamento do estômago e o intestino. Nesta cirurgia, é construído um novo estômago muito menor do que o anterior. Em seguida, realiza-se um desvio intestinal em que o alimento “caminha” sem contato com os sucos digestivos por um segmento intestinal. Após este desvio, há novamente a união dos alimentos e dos sucos digestivos.

O médico esclarece que a Gastroplastia apresenta os melhores resultados em relação à perda de peso após a cirurgia: cerca de 35% de redução após 12 a 14 meses, que é o prazo considerado para que o peso do paciente estabilize. O By Pass Gástrico é mais indicado para o controle do diabetes e das doenças metabólicas.

Outro procedimento também realizado no Centro de Excelência em Cirurgia Bariátrica e Metabólica do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim é a Gastrectomia Vertical. Ela também é realizada por videolaparoscopia mas, neste caso, utilizam-se grampeadores que cortam e suturam para retirar uma área do estômago. Com a redução do tamanho do órgão, o paciente passa a ingerir uma quantidade menor de alimentos. Dr. Luiz Vicente explica que a Gastrectomia Vertical tem um poder de perda de peso menor do que a Gastroplastia e não é indicada para pacientes metabolicamente doentes.

“O mais importante, porém, é o paciente entender que a cirurgia representa de 30% a 40% do tratamento. A outra parte consiste em seguir corretamente as orientações dos diversos profissionais que estão a sua disposição no pós-operatório. Entre eles, o psicólogo, o nutricionista, o cirurgião, o endocrinologista, etc. O paciente precisa de reeducação alimentar, precisa da ajuda de especialistas que o auxiliem a mudar seus hábitos, sejam eles relacionados a exercícios físicos ou a atitudes comportamentais e de personalidade. E isto leva bastante tempo. Por isto, a importância de um acompanhamento multidisciplinar de longo prazo, conclui Dr. Luiz Vicente Berti.”

logo centro de excelencia bariatrica

Uso da chupeta merece atenção

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 31 de outubro de 2014

Recorrer ou não à chupeta é uma dúvida comum entre os pais. Embora seja um recurso eficaz para acalmar e induzir o sono do bebê, em longo prazo o hábito pode prejudicar formação da musculatura oral e até deformar a arcada dentária.

Ao chupar a chupeta, o bebê supre suas necessidades de sucção de forma indevida. A sucção correta ocorre durante a amamentação, momento em que além de se alimentar, o recém-nascido estimula músculos faciais responsáveis pela fala, mastigação e respiração do bebê.

“O uso da chupeta não traz benefícios para a saúde do recém-nascido. No entanto, caso os pais optem pelo recurso a recomendação é usá-la de forma restrita desde o início, de preferência apenas na hora de dormir”, explica Flavia Ribeiro, fonoaudióloga do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim.

Outra forma de limitar o uso é evitar que a criança encontre uma chupeta em cada cômodo da casa. “Quanto maior a oferta, mais difícil será a perda do hábito. Por isso recomendamos ter apernas uma ou duas chupetas”, diz a fonoaudióloga.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #chupeta #bebe
1120852_39722404 chupeta

Insônia pode causar depressão e ansiedade

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 30 de outubro de 2014

Dificuldade para pegar no sono, acordar várias vezes durante a noite, cansaço constante e insatisfação com a qualidade do sono são alguns dos alertas que ajudam a diagnosticar a insônia – distúrbio que afeta mais de 40% dos brasileiros, segundo estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A insônia afeta diretamente a saúde física e psíquica. Segundo Álvaro Pentagna, neurologista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, quem sofre desse mal pode apresentar alterações de humor, dificuldade de concentração, baixa resistência, perda de apetite e da libido, falhas de memória e agressividade. “Vítimas de insônia devem apresentar mais de um desses sintomas, além da privação constante de sono, pelo menos três vezes por semana. Se essa rotina persistir por mais de três meses, temos a chamada insônia crônica. Se for inferior a três meses é, então, a chamada insônia aguda”, explica o neurologista.

O distúrbio também está associado a quadros depressivos e de ansiedade. Segundo o especialista, existem vários tipos de insônia, podendo ser a causa ou consequência de uma depressão ou transtorno de ansiedade. Isso acontece, pois a falta de sono afeta o bom funcionamento do sistema nervoso central e a manutenção do equilíbrio geral do organismo.

O tratamento é determinado pelo tipo de insônia. Por isso, é importante identificar o que motivou a privação do sono, ou seja, se é proveniente de uma doença física, mental ou decorrente de fatores ambientais. Em alguns casos é necessário o uso de medicamentos.
Para minimizar os sintomas da insônia e melhorar a qualidade do sono, Álvaro Pentagna também sugere incluir hábitos saudáveis à rotina e prática da chamada higiene do sono, que reúne dicas para ter uma noite tranquila.

Higiene do sono

– Respeitar os horários fisiólogos do seu organismo
– Ter horários regulares para dormir e acordar
– Ter um ambiente de dormir adequado: limpo, escuro, sem ruídos, organizado e confortável
– Evitar o consumo de bebidas alcoólicas e a base de cafeína no período da noite
– Priorizar o consumo de alimentos leves à noite
– Evitar o uso de celulares, computadores e tablets antes de dormir
– Preferência pela prática de atividades físicas pela manhã

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #insonia #sono #depressao #ansiedade
1243928_97069126 homem dormindo  insonia menor

Página 4 de 10« Primeira...23456...10...Última »
Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados