Blog da Saúde

Baixa umidade do ar aumenta queixas de olho seco

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 16 de outubro de 2014

Quando a umidade do ar permanece baixa por muitos dias, é comum aumentarem as queixas de olhos secos. Dr. Thales Antonio Abra de Paula, oftalmologista do Hospital São Luiz Morumbi e médico pesquisador da Faculdade de Medicina da USP, explica que o clima seco causa diminuição da lubrificação ocular devido à maior evaporação da lágrima.

Os sintomas mais recorrentes são: olho vermelho, ardência, queimação, sensação de corpo estranho, fotofobia (sensibilidade à luz) e diminuição da qualidade visual.

“O tratamento básico consiste no uso de colírios lubrificantes. Deve-se destacar a importância de medidas comportamentais como umidificar o ambiente e evitar locais com ar condicionado”, orienta Dr. Thales.

O médico também ressalta a importância de que o indivíduo passe por avaliação oftalmológica. Esta consulta deve ser feita para confirmar o diagnóstico, excluir outras patologias associadas, como a alergia ocular, e individualizar o tratamento.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizMorumbi #olhoseco

1189098_23282534 olho

Hospital São Luiz terá unidade avançada em Interlagos durante GP de Fórmula 1

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 14 de outubro de 2014

Centro Médico_1
Fotos: Nicola Labate

Você sabia que o Hospital São Luiz terá uma unidade avançada dentro do Autódromo de Interlagos durante o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1?

A estrutura dispõe de:
– 4 leitos de pronto atendimento,
– 3 leitos de emergência,
– 2 leitos de UTI,
– 1 consultório de oftalmologia,
– 1 sala de raio-x e ultrassom,
– 1 farmácia

De acordo com Dr. Dorival de Carlucci Jr, diretor do Centro Médico do GP, a importância deste espaço é permitir o #atendimento a múltiplas vítimas e poder dar suporte a um atendimento. “É essencial a estabilização de uma eventual #vítima para que seja realizado um transporte adequado, seja terrestre (ambulância), seja aéreo (helicóptero aeromédico).”

#HospitalSaoLuiz #SaoLuiznaF1 #GPBrasil #F1

Semana foi especial no Hospital da Criança

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 13 de outubro de 2014

A semana passada foi muito animada no Hospital da Criança. A unidade criou uma programação exclusiva, com várias atividades e brincadeiras.

Além de confeccionarem o bolo da festa (que já mostramos em outro post), os pequenos pacientes ouviram fábulas muito divertidas dos contadores de histórias da “Associação Viva e Deixe Viver”.

Na sala de recreação, as crianças desenvolveram “obras de arte” para o painel de entrada do Hospital. Os palhaços “Narizes de Plantão” também compareceram e fizeram uma “discussão de caso” com as crianças. O tema foi “ser ou não ser: um paciente”.

E ontem, no Dia das Crianças, os pequenos assistiram à apresentação da peça “O príncipe Sapo e a Bruxa Salomé”, do grupo “Cia Lona de Retalhos”. Os pequenos pacientes da pediatria, da UTI e do pronto-socorro também ganharam uma bola de presente.

Confira nas fotos como a semana foi divertida!

#HospitalSaoLuiz #HospitaldaCrianca #diadascriancas

DiadasCriancas1

DiadasCriancas2

Falta um mês para o GP Brasil de Fórmula 1

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 9 de outubro de 2014

Falta exatamente um mês para o Grande Prêmio Brasil de #Fórmula 1. O Hospital São Luiz está aquecendo os motores para sua 14º participação consecutiva no evento.

Dr. Dino Altmann, Diretor Médico do GP Brasil, explica que a equipe do Hospital São Luiz funciona como um exército trabalhando no #Autódromo de Interlagos. “É necessário muita organização e disciplina para que tudo dê certo. Todos, independentemente de sua função, têm a mesma importância. O sucesso depende de cada um e quem vence é o time.”

#HospitalSaoLuiz #SaoLuiznaF1 #GPBrasil

equipe F1

Tenha cuidado ao comprar o presente do Dia das Crianças

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 8 de outubro de 2014

1107818_37327511 criança brinquedo

Ao comprar o presente para o Dia das Crianças, os pais devem ficar atentos. Os brinquedos, mimos mais desejados pelos pequenos, estão em 4º lugar na lista do Inmetro de produtos causadores de acidentes de consumo em 2014, atrás apenas de eletrodomésticos, utensílios domésticos e embalagens.

É preciso verificar se a mercadoria é segura. No Brasil, todos os brinquedos comercializados devem ser certificados, sejam nacionais ou importados. Para obterem o selo do Inmetro, eles passam por testes de impacto – que verificam o surgimento de partes pequenas ou cortantes em caso de queda -, de mordida – que avalia se ele pode gerar partes pequenas, pontiagudas ou perigosas quando arrancadas com a boca, químico – que analisa a presença de substâncias nocivas à saúde -, entre outros.

Outra informação a ser observada na embalagem é a recomendação de idade. Em alguns casos, os pais ou familiares acreditam que a criança é muito desenvolvida e optam por comprar presentes que não são adequados a sua idade. Dr. Rodrigo Felgueira, pediatra do Hospital São Luiz Jabaquara, explica que “a idade não tem nada a ver com a maturidade cerebral, mas com a segurança/risco que o brinquedo pode trazer”.

Ao manipular brinquedos “inadequados” a sua faixa etária, a criança pode ter uma série de problemas, como contaminação de mucosa (ocular ou de boca), além de intoxicação, no caso de massinhas de modelar. Em casos extremos, pode haver obstrução intestinal, uma vez que estes produtos não são digeríveis.

Outra complicação – de aspiração de um corpo estranho – é ainda mais comum e normalmente ocorre em crianças com idade pré-escolar, entre 2 a 5 anos. “O principal caso é a broncoaspiração, quando a criança coloca um objeto bem pequeno (do brinquedo) no nariz e ele se acumula numa região do pulmão, onde pode ficar por semanas ou meses. Às vezes, ela nem engasga. O objeto passa pela laringe, vai para o pulmão e lá permanece”, explica.

A criança então começa a apresentar pneumonia e bronquite de repetição, pois as bactérias se aglomeram em volta do objeto. O diagnóstico é clínico e costuma ser bem difícil. “Porém, após diagnosticado, o tratamento é simples e consiste na realização da broncoscopia, que retira o corpo estranho.”

Para evitar ocorrências como estas, Dr. Rodrigo Felgueira também orienta a separar os brinquedos dos mais velhos. As crianças são muito rápidas e podem se machucar ainda que haja a supervisão de um adulto na brincadeira.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizJabaquara #diadascriancas

Quando o corrimento deixa de ser normal?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 7 de outubro de 2014

mulher 2

O corrimento vaginal nem sempre é sinal de algum problema. Dra. Karina Zulli, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, explica que o corrimento é uma secreção vaginal normal e geralmente ocorre durante o período em que a mulher ovula, ou seja, no meio do ciclo menstrual.

Entretanto, a secreção pode representar um problema quando muda suas características e passa a ter cor, cheiro e causar coceira, ardor na vagina ou ao urinar ou dor durante as relações sexuais. “As alterações sugerem proliferação de fungos ou bactérias, e, portanto, devem ser avaliados por um especialista”, explica a médica.

O diagnóstico pode ser feito com base na avaliação do médico e, em alguns casos, com análises laboratoriais. Dra. Karina Zulli afirma que o tratamento dependerá do agente causador envolvido e da intensidade do comprometimento e pode ocorrer em forma de creme vaginal e/ou medicações orais. O importante é a mulher marcar uma consulta assim que notar a alteração, uma vez que, em casos extremos, o corrimento pode causar infertilidade.

Algumas medidas simples auxiliam na prevenção das doenças ginecológicas que causam o corrimento. Confira:

– Vestir calcinha de algodão ao invés das de materiais sintéticos
– Usar preservativo durante as relações sexuais
– Fazer a higiene íntima adequadamente
– Evitar usar roupas muito apertadas ou molhadas
– Trocar o absorvente de três em três horas
– Não dormir com absorvente interno
– Dormir bem e, de vez em quando, sem calcinha
– Ter uma dieta equilibrada

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #corrimentos

Por que não seguir dietas que restrigem o consumo de glúten e lactose

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 6 de outubro de 2014

Em entrevista ao portal do Estadão, Dr. Andrea Bottoni, nutrologista do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, explica por que não é recomendado seguir dietas que eliminam o glúten e a lactose da rotina alimentar.

Para ler a reportagem, acesse: http://scup.it/6qke

041014_estadao_gluten_lactose

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizAnaliaFranco #dieta #gluten #lactose

No Dia do Dentista, aprenda a fazer a higiene bucal dos bebês

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 3 de outubro de 2014

Os cuidados com a higiene bucal dos bebês devem começar antes dos primeiros dentinhos aparecerem. A recomendação é que, após a mamada, a mãe passe uma gaze ou uma fralda umedecida com água filtrada na gengiva e na língua da criança para retirar os resíduos do leite.

Dr. Cid Pinheiro, pediatra do Hospital São Luiz Morumbi, afirma que apesar de tentarem, normalmente as mães não conseguem realizar esta tarefa porque as crianças não permitem. Para tranquiliza-las, ele explica que “até o surgimento dos primeiros dentes, o próprio movimento da língua do bebê ajuda a eliminar os alimentos. Como ele só mama e o alimento é o leite, que é líquido, a saliva também ajuda a digeri-lo.”

A preocupação realmente aumenta quando a criança começa a apresentar a dentição, por volta dos seis meses de idade. Apesar de ainda haver pessoas que acreditam que os dentes de leite não precisam de cuidados uma vez que serão trocados, o médico alerta que a higienização dos dentes dos pequenos é fundamental. “A partir do nascimento dos dentes, é essencial que a família faça a higiene bucal da criança. Eles podem usar uma dedeira (espécie de luva para apenas um dedo), molhá-la num copo d’água e passá-la por toda a boca do bebê.”

Segundo Dr. Cid Pinheiro, não existe uma idade determinada para que os pequenos aprendam a escovar os próprios dentes. “Isso depende da coordenação, da habilidade motora de cada um.” O importante é que, iniciando a higienização desde cedo, além de contribuir para a saúde, os pais desenvolvem na criança o hábito de escovação que ela deverá ter no futuro.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizMorumbi

882673_23387095 bebê dente

Hospital São Luiz dá a largada para o GP Brasil 2014

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 1 de outubro de 2014

A equipe de profissionais do Hospital São Luiz deu a largada para o Grande Prêmio Brasil 2014. Ontem à noite, médicos e enfermeiros que trabalharão na Fórmula 1 se reuniram para uma apresentação do Dr. Dino Altmann, diretor médico do Grande Prêmio do Brasil e cirurgião do Hospital, que realizou uma palestra sobre a importância do atendimento médico no automobilismo, as especificidades deste tipo de socorro e as novidades que o esporte e atendimento apresentam nessa temporada.

Dr. Dorival de Carlucci Jr., responsável pelo Centro Médico e Supervisor de pista do GP Brasil, explicou que o encontro também tem outras finalidades: “Nós sempre fazemos uma reunião alguns meses antes (da corrida) para estimular a equipe e para que ela entenda que o evento está chegando. Neste momento, os novos integrantes têm a oportunidade de conversar conosco para entender um pouco do que é a Fórmula 1”.

O entrosamento da equipe e o alto grau de técnica e experiência que possuem fazem com que o time brasileiro seja reconhecido pela FIA como um dos melhores do circuito mundial de F1.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuiznaF1 #GPBrasil

Palestra Dr Dino

cred_jantar

No Dia Mundial do Coração, proteja o seu e o do seu filho

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 29 de setembro de 2014

medical_110006299-011314int - familia saude

Se há alguns anos uma criança gordinha era sinônimo de saúde, hoje isso é motivo de preocupação. Atualmente, um terço dos pequenos no Brasil sofre sobrepeso ou obesidade.

Dr. Wilson Mathias Junior, cardiologista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, esclarece que uma criança obesa pode tornar-se um adolescente obeso e, consequentemente, apresentar risco muito mais alto de ser obeso para a vida inteira. Pesquisas revelam que 80% dos adolescentes que sofrem de obesidade permanecerão obesos quando adultos.

Por este motivo, esclarece o médico, a preocupação com a alimentação dos pequenos deve começar desde cedo. “A criança precisa ter uma dieta saudável e equilibrada, em que haja a combinação de frutas, verduras, legumes, carboidratos e carnes magras. Os pais também devem evitar a ingestão de doces e refrigerantes, que contribuem para a obesidade infantil e aumentam os riscos de doenças cardiovasculares na idade adulta.”

Proibir a ingestão destes produtos, porém, não resolve o problema. “O mais importante é o diálogo dos pais com os filhos. Eles precisam conscientizar a criança de que ela também é responsável pelo que ingere diariamente e pelo seu corpo”. E, neste caso, o exemplo é a melhor opção. “Normalmente, os pequenos seguem os hábitos alimentares da família e estudos recentes têm revelado que filhos de pais obesos têm maiores chances de serem obesos.”

O exemplo também pode ser dado pela prática de esportes. As crianças devem praticar atividades de qualquer natureza, seja na escola, seja em outro ambiente. E se os pais já costumam se exercitar, ainda melhor, já que o sedentarismo na idade adulta é uma das maiores causas de ganho de peso, diabetes, hipertensão e aumento de risco de infarto.

Além de cuidar da saúde dos filhos, os pais precisam pensar na própria saúde. Segundo Dr. Wilson, “a hipertensão está cada vez mais frequente entre os adultos e já atinge quase 40% da população acima de 40 anos.” Por este motivo, ele recomenda que indivíduos a partir desta idade devem medir a pressão arterial pelo menos uma vez ao ano. Se a pressão arterial sistólica estiver acima de 135 mmHg e a diastólica, acima de 85 mmHg, deve-se procurar um médico e iniciar o tratamento o quanto antes, uma vez que a doença gera alterações irreversíveis ao sistema cardiovascular.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #diamundialdocoracao

Página 30 de 110« Primeira...1020...2829303132...405060...Última »
Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados