Blog da Saúde

Gravidez não é empecilho para a carreira

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 11 de maio de 2017

Para a maioria das gestantes, o trabalho não é um problema, apesar de algumas limitações temporárias que podem surgir principalmente no final da gravidez, devido ao ganho de peso e ao tamanho da barriga. Algumas profissões que levam risco para a gestação necessitam de afastamento temporário, como é o caso do trabalho com produtos químicos e de atletas de alto rendimento, por exemplo.

Segundo a Dra. Denise Theodosio, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, no caso de ambientes de risco, o médico do trabalho e o obstetra avaliam a necessidade de trocar de função e local. Aeromoças são afastadas dos voos desde o inicio da gestação e contato com produtos químicos tóxicos também exigem troca de função.

De acordo com a médica, algumas complicações na gestação que necessitam de repouso são sangramentos vaginais por descolamento de placenta, ameaça de abortamento, pressão alta na gestação, (pré-eclâmpsia grave), trabalho de parto prematuro e rompimento precoce da bolsa. “Felizmente são situações pouco frequentes e são avaliadas pelo médico obstetra que acompanha a gestante”, esclarece.

Porém, ficar muito tempo sentada ou em pé durante o expediente pode levar a maior inchaço e dor nas pernas e costas. Por isso, a especialista aconselha que a mulher tenha períodos de pausa pelo menos a cada duas horas para dar uma caminhada e se alongar.

Em condições saudáveis e profissões que não oferecem risco, em geral, é possível trabalhar até o final da gestação. Por lei, a gestante tem direito de iniciar a licença maternidade a partir de 36 semanas de gestação (oito meses) ou a partir da data do parto.

Para quem vai ao trabalho de transporte coletivo, a principal preocupação deve ser com acidentes. Gestantes fazem parte do grupo de pessoas que têm assentos reservados garantidos por lei. “É importante que a gestante exija seu direito e viaje sentada para maior segurança. Também é importante o respeito e solidariedade dos outros passageiros”, afirma a Dra. Denise.

Durante a gravidez, também pode acontecer de a mulher ficar mais dispersa ou esquecida. Uma boa dica para que isso não aconteça no trabalho é sempre fazer anotações e lembretes. Além disso, vale até colocar alarmes no celular para se lembrar das tarefas mais importantes.

Be Sociable, Share!

Deixe seu comentário

(*)campos obrigatórios.

Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados