Blog da Saúde

O Nicholas chegou!

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 16 de Abril de 2012

Hoje meu bebê completa uma semana. Estar ausente no blog nos últimos dias tem explicações – a primeira semana pós parto requer uma sensível adaptação.

O Nicholas esperou bem comportado durante a Páscoa e na segunda-feira (9/4) fomos ao Hospital São Luiz Itaim logo cedo. Fizemos o último exame de ultrassom para verificar seu peso e demos entrada na internação.

Como no exame detectou-se que o bebê estava com uma circular de cordão no pescoço, minha obstetra quis acompanhar de pertinho a indução. Fiquei recebendo medicação durante toda à tarde, mas não respondi como esperado. Não senti as contrações do parto, então partimos para a cesárea. A cirurgia foi bem tranquila e às 18 horas e sete minutos nasceu o Nicholas com 3.575 Kg e 50 cm.


No momento do parto, meu marido esteve ao meu lado o tempo todo e isso foi bastante gratificante. Familiares e amigos acompanharam a transmissão do parto via internet pelo site do Hospital São Luiz. Adorei essa possibilidade e todos que vieram me visitar nos dias seguintes comentaram que assistiram o parto e adoraram essa inovação.

Logo após o parto, a emoção de ouvir o chorinho do meu bebe é indescritível, assim como quando ele veio ao meu colo e de repente parou de chorar, como se me reconhecesse como mãe. Logo estava no quarto para me recuperar, podendo receber visitas. Por volta das 23 horas, o Nicholas chegou ao quarto para que tivéssemos um pouco mais de contato. Depois ele voltou ao berçário e quando acordou com fome veio novamente ao quarto para a primeira mamada.

A enfermeira mostrou como deveria ser dado o peito e me ajudou a fazer o bebe sugá-lo. Uma dorzinha significativa, mas uma recompensa maior ao ver aquele bebê tão frágil e tão pequeno com um rostinho tranquilo e sereno ao ser alimentado. Obrigada à equipe de enfermagem que me ensinaram a pegá-lo, dar banho, limpar o umbiguinho, amamentá-lo e colocá-lo para arrotar. São coisas simples, mas que para mamãe de primeira viagem como eu fizeram toda a diferença.

Tivemos alta na quinta feira (12/4) pela manhã. Logo contarei mais sobre os primeiros dias em casa.

De olho na velocidade

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 23 de Março de 2012

Equipe Rede D'Or São Luiz no atendimento médico da F1 2011

É de responsabilidade do Hospital São Luiz o atendimento médico da etapa paulista da Stock Car, que será realizada no próximo domingo, dia 25 de março, no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos. Como acontece desde 1998, cerca de 100 competidores terão à disposição atendimento médico composto por ambulâncias, veículos de intervenção rápida e de extração de pilotos, bem como a infraestrutura do Centro Médico para eventuais emergências.

E a equipe médica que vem para dar suporte a esse time é numerosa e multidisciplinar. Serão cirurgiões de trauma, clínicos gerais e cardiologistas, todos treinados e preparados para qualquer tipo de situação em pista. Além disso, a unidade Morumbi estará à disposição para casos que exigem internação.

Histórico em esportes de velocidade

Além de prestar serviços médicos à Stock Car, o Hospital São Luiz se consolidou como referência no automobilismo nacional ao se tornar o hospital oficial do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1.

Em 2004, bateu o recorde mundial de menor tempo de extração de piloto durante treinos de socorro médico em pista e repetiu o feito em 2005, como o mais rápido da temporada na mesma prova.

Neste mesmo ano, os seus procedimentos de simulação de atendimentos de emergência e resgate em pista foram adotados pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) como modelo para outros GPs.

No domingo traremos uma cobertura completa do atendimento médico da corrida no blog, Twitter e Facebook.

Foco na organização

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 8 de Março de 2012

Sem ela a organização da agenda dos membros da diretoria do HSL provavelmente ficaria comprometida. Todos os dias, ela planeja e organiza as atividades dos diretores para garantir que eles tenham tempo hábil para cumprir suas funções. Esse é o papel da secretária Eliana Moreira de Oliveira que está há dois anos no HSL.

Assim como a Dra. Márcia e a nutricionista Nelly Yoneyama, Eliana também destaca o poder feminino em desempenhar várias funções ao mesmo tempo. “Conciliamos várias atividades diariamente. Sou mulher, esposa, amiga e profissional”, destaca.

Para a colaboradora, o papel da mulher na sociedade é importantíssimo e deve ser sempre reconhecido. “Somos muito importantes. Precisamos reconhecer e valorizar a mulher ainda mais”, destaca.

Correria sem perder o sexto sentido

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 8 de Março de 2012

É responsável por coordenar a área de maternidade do São Luiz e todos os assuntos relacionados a ela, como o setor de internação, neonatal, pronto socorro e as tarefas de rotina. Nem precisa dizer que o dia dela é bem corrido, não é?

Para a Dra. Márcia Maria da Costa, ser mulher é uma coisa muito complexa, pois é preciso ser multitarefa. A médica sente-se orgulhosa ao ver as posições de destaque que as mulheres ocupam hoje no mercado de trabalho e são tão ou mais qualificadas do que seus colegas do sexo masculino. “Corremos o tempo todo entre a casa e o trabalho, além de outras tarefas, como buscar os filhos na escola, planejar diversas tarefas e mil outras coisas! É preciso ter jogo de cintura, saber abraçar o mundo”, destaca.

A característica mais marcante da mulher segundo a médica é sexto sentido: “Mulheres possuem a capacidade de captar coisas apenas com o olhar, certas mensagens sublimares que passam totalmente despercebidas pelos homens. A mulher é sensível sim, mas não no sentido de ser fraca. Somos sensíveis porque conseguimos perceber coisas que não são ditas com palavras” explica.

E como será o futuro para as mulheres? A médica é bem otimista: “Nós conseguimos muitas coisas, mas ainda temos muito que conquistar. O mundo vai ser nosso! A gente se arruma, se enfeita, achamos o que a vida tem de mais colorido!”.

Prontos 24 horas por dia

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 27 de novembro de 2011

O Hospital São Luiz tem profissionais estrategicamente localizados em vários lugares do Autódromo de Interlagos e 24 horas por dia. Se algum incidente acontece no box ou durante a madrugada, o Centro Médico está preparado para realizar o atendimento.

Durante o dia Hassan Yassine Neto, cirurgião torácico e médico socorrista da F1, permanece nos boxes preparado para atender pilotos e mecânicos que se acidentem no momento da corrida. Além de fazer esses atendimentos, Yassine trabalha como apoio visual na comunicação com o Centro Médico.

Após a corrida, começa a segunda etapa do trabalho de Yassine: fazer plantão nos três dias da Fórmula 1. “Para F1 cria-se uma nova cidade em Interlagos. Aqui existem pessoas trabalhando 24h para organizar, limpar e construir esse espaço. Por isso, a importância em se ter atendimento médico sempre disponível”, ressalta.

Yassine conta que após vários anos de trabalho e convivência, muitos mecânicos já reconhecem a qualidade do trabalho e os veem como referência. “Tem muitas pessoas da organização que esperam chegar a Interlagos para ser atendidos pela nossa equipe”, destaca com satisfação.

E com sete anos de história dentro do atendimento médico da F1, Yassine sente prazer em participar do evento. “Tudo o que existe na F1 é o melhor que há no mundo. Sentir-me como uma peça importante desse contexto é uma realização. Gostamos de estar aqui, pois mostramos nosso conhecimento e os valores do hospital onde trabalhamos”, finaliza.

 

 

Chegou o grande dia

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 27 de novembro de 2011

Antes das 8h já se podia escutar os gritos da torcida aqui no Autódromo de Interlagos. Se a energia dos dois primeiros dias de treino foi contagiante, a de hoje não dá para explicar. Para o Hospital São Luiz, ter a oportunidade de viver esse momento há 11 anos é algo muito especial.

Em mais um ano de trabalho, o Hospital São Luiz foi considerado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) como “um dos melhores do circuito mundial, com equipes médicas capacitadas, motivadas e bem lideradas”. “Pensar que estamos entre os 20 melhores do mundo é uma realização para toda a equipe”, enfatiza Pedro Rozolen, diretor médico adjunto do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1.

Às 14h, o público escutará as primeiras aceleradas do 40º Grande Prêmio do Brasil. A equipe de médicos e enfermeiros da Rede D’Or São Luiz já está preparada desde as primeiras horas do dia para realizar qualquer tipo de atendimento médico. Confira no quadro abaixo alguns números da estrutura do Centro Médico neste ano.

Continue com a gente! Traremos todas as novidades direto aqui no GP em Interlagos!

Mais efetividade no atendimento médico da F1

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 25 de novembro de 2011

Alto Pulse ajuda na efetividade e rapidez do atendimento

Alto Pulse. Esse é o nome do aparelho que foi ajuda o Centro Médico de Atendimento da Rede D’Or São Luiz há dois anos. A função básica desse instrumento é realizar massagem cardíaca no paciente.

E por que usar Alto Pulse e não a massagem convencional? O Dr. Pedro Rozolen, diretor médico adjunto do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, explica que o aparelho é efetivo, poupa esforços e o número de pessoas envolvidas no atendimento, o que facilita imensamente no processo.

Veja como ele funciona na prática:

O som das primeiras aceleradas

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 25 de novembro de 2011

Pontualmente às 10h, podia-se escutar as aceleradas do primeiro dia de treino do Grande Prêmio da Fórmula 1. Com as arquibancadas quase cheias, o público já assiste ao desempenho dos pilotos na pista. E o tempo também colaborou. O sol brilha no autódromo de Interlagos e com uma média de 22 graus.

Fachada do Centro de Atendimento Médico da Rede D'Or São Luiz no Autódromo de Interlagos

Mas muito antes de toda essa movimentação e das primeiras aceleradas, por volta das 6h, a equipe de médicos e enfermeiros, que farão o atendimento, já tomava café no centro de encontro da Rede D’Or São Luiz. Apesar dos poucos raios de sol no céu, a equipe estava bem animada para o primeiro dia de trabalho.

Café da manhã oferecido pela Rede D'Or São Luiz à equipe de médicos e enfermeiros da F1

Antes de dar início às atividades, o Dr. Dino Altmann, cirurgião responsável médico do Grande Prêmio do Brasil, deu boas-vindas a todos, passou as últimas instruções e naquele momento o atendimento médico do Hospital São Luiz na F1 estava oficialmente iniciado.

As novidades não vão parar por aqui. Durante, o dia traremos todos detalhes do primeiro dia de treino da F1.

Fique com a gente!

Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados