Blog da Saúde

Foco na organização

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 8 de março de 2012

Sem ela a organização da agenda dos membros da diretoria do HSL provavelmente ficaria comprometida. Todos os dias, ela planeja e organiza as atividades dos diretores para garantir que eles tenham tempo hábil para cumprir suas funções. Esse é o papel da secretária Eliana Moreira de Oliveira que está há dois anos no HSL.

Assim como a Dra. Márcia e a nutricionista Nelly Yoneyama, Eliana também destaca o poder feminino em desempenhar várias funções ao mesmo tempo. “Conciliamos várias atividades diariamente. Sou mulher, esposa, amiga e profissional”, destaca.

Para a colaboradora, o papel da mulher na sociedade é importantíssimo e deve ser sempre reconhecido. “Somos muito importantes. Precisamos reconhecer e valorizar a mulher ainda mais”, destaca.

Correria sem perder o sexto sentido

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 8 de março de 2012

É responsável por coordenar a área de maternidade do São Luiz e todos os assuntos relacionados a ela, como o setor de internação, neonatal, pronto socorro e as tarefas de rotina. Nem precisa dizer que o dia dela é bem corrido, não é?

Para a Dra. Márcia Maria da Costa, ser mulher é uma coisa muito complexa, pois é preciso ser multitarefa. A médica sente-se orgulhosa ao ver as posições de destaque que as mulheres ocupam hoje no mercado de trabalho e são tão ou mais qualificadas do que seus colegas do sexo masculino. “Corremos o tempo todo entre a casa e o trabalho, além de outras tarefas, como buscar os filhos na escola, planejar diversas tarefas e mil outras coisas! É preciso ter jogo de cintura, saber abraçar o mundo”, destaca.

A característica mais marcante da mulher segundo a médica é sexto sentido: “Mulheres possuem a capacidade de captar coisas apenas com o olhar, certas mensagens sublimares que passam totalmente despercebidas pelos homens. A mulher é sensível sim, mas não no sentido de ser fraca. Somos sensíveis porque conseguimos perceber coisas que não são ditas com palavras” explica.

E como será o futuro para as mulheres? A médica é bem otimista: “Nós conseguimos muitas coisas, mas ainda temos muito que conquistar. O mundo vai ser nosso! A gente se arruma, se enfeita, achamos o que a vida tem de mais colorido!”.

Refeições com jeito de mulher

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 8 de março de 2012

Cuidar do que vai à mesa de todos os colaboradores e pacientes do São Luiz é papel dessa colaboradora que é cheia de energia e amor pela vida. Nelly Aparecida Yoneyama é supervisora de nutrição do Hospital e Maternidade São Luiz desde 1991. A recuperação e o bem-estar dos pacientes também está nas mãos dela que com sua equipe busca com criatividade unir cor, sabor, aroma e saúde para oferecer uma refeição prazerosa e nutritiva para quem estiver no hospital. “O alimento é uma escolha, por isso trabalhamos para oferecer uma refeição de qualidade para que as pessoas sintam prazer em comer aqui”, reforça a nutricionista.

Para Nelly, ser mulher e exercer esse cargo no São Luiz é conseguir levar a sensibilidade e o jogo de cintura femininos para uma área que trabalha diretamente com pessoas de diferentes necessidades e perfis. “Amo intensamente o que eu faço. Tenho um respeito muito grande pela minha equipe e acredito no que fazemos”, conta.

A nutricionista acredita que a força da mulher pode mover montanhas e fala cheia de orgulho que se pudesse voltaria a esse mundo mulher novamente. “Só o poder de gerar um filho é um dom divino. Ser mulher é algo maravilhoso. Ainda temos muito que conquistar, mas estamos no caminho certo”, ressalta.

Veja abaixo a mensagem da colaboradora para o Dia Internacional da Mulher:

 

Cuidado com as doenças do verão

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 27 de fevereiro de 2012

O carnaval acabou definitivamente, mas o verão não! E algumas doenças são características da estação.

Exposição prolongada ao sol, consumo de alimentos em locais de lazer, frequentar aglomerados de pessoas e vários outros fatores de risco são comuns à época e exigem cuidados para garantir que a diversão não acabe mais cedo.

Isso porque o calor excessivo provoca a ocorrência de doenças sazonais, como desidratação, insolação, dengue, intoxicação alimentar, hepatite A e problemas de pele.

De acordo com nosso infectologista, Dr. Marco Aurélio Sáfadi, entre os sintomas mais relatados pelos pacientes nesta época estão diarréia, dor de cabeça, dor no corpo, vômito e mal-estar em geral. “A indicação para que isso não aconteça é, principalmente, tomar dois litros de água por dia, banhos em temperatura ambiente e usar roupas leves”, recomenda.

Os alimentos também devem receber atenção especial, pois o calor possibilita a rápida proliferação de bactérias. Eles devem ser bem lavados, de preferência deixando por algum tempo em um recipiente com água e algumas gotas de água sanitária adicionadas.

Além disso, o especialista sugere que se evite alimentos gordurosos. “No verão o certo é consumir alimentos leves e não gordurosos, pois o calor deixa o produto mais perecível, podendo estragar rapidamente”, diz o Dr. Marco Aurélio.

Entenda as principais doenças do verão

Desidratação

A desidratação é a perda de líquidos e de sais minerais do corpo, que pode ser agravada por vários fatores inerentes ao verão, como o aumento da própria transpiração. Normalmente perdemos em média 2,5 litros de água por dia, seja pela urina, pelas fezes, pelo suor ou até mesmo pela respiração.

A pessoa passa a apresentar sede, ficar muito tempo sem urinar, com a boca e mucosas secas e olhos ressecados. É uma doença grave, por isso deve ser evitada seguindo-se algumas dicas: prefira local arejado e com sombra, use roupas leves e beba líquidos constantemente.

Como tratamento, o soro caseiro pode ser utilizado, a pessoa pode tomar a vontade a cada 20 minutos e após cada evacuação se houver diarréia. Nesses casos, procure um médico.

Intoxicação Alimentar

A alimentação feita em locais que não dispõem de padrões de higiene adequados para o preparo ou para a conservação dos alimentos, que ficam expostos por longos períodos à temperatura ambiente, são os principais causadores da intoxicação alimentar.

Quando uma pessoa ingere um alimento contaminado, ela pode desenvolver alguns sintomas que variam de acordo com o microorganismo causador do distúrbio. Pode causar diarréia, um simples desarranjo intestinal, náuseas, vômitos, febre, cefaléias, e até mesmo, desidratação grave. Em geral, esses sintomas duram poucos dias.

Micoses

No verão temos mais contato com a água, seja transpirando ou pela ida à praia ou à piscina. Isso faz com que a pele fique úmida por mais tempo, o que favorece o aparecimento das micoses – doenças causadas por fungos. A doença pode aparecer nas virilhas, nos pés e nas unhas. Inicia-se sempre por uma pequena lesão vermelha, provoca escamação contínua da pele e coceira.

Conjuntivite bacteriana

É uma infecção das conjuntivas (aquela pele transparente que recobre os olhos). Entre os sintomas estão: olhos vermelhos e lacrimejantes, produção de secreção amarelada, dor ao olhar para a luz e uma sensação de que há areia dentro dos olhos. Às vezes, acontece de as pálpebras estarem grudadas quando a pessoa acorda. O contágio pode ser através de contato direto com uma pessoa contaminada, compartilhando toalhas, mergulhando no mar em praias poluídas e usando piscinas com tratamento de cloro ausente ou ineficiente.

Para prevenir, não frequente praias impróprias para banho nem piscinas que não estejam devidamente tratadas. Não coloque as mãos nos olhos infectados e evite compartilhar toalhas.

Dengue

A dengue é uma das mais conhecidas doenças de verão. Ela é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, vetor do vírus. Quem é picado pelo inseto pode sentir febre alta, dores de cabeça, nos músculos e nas articulações, além de perder o apetite, ter náuseas e apresentar manchas vermelhas por todo o corpo, causando coceiras.

Hepatite A

Causada por vírus, a hepatite viral do tipo A, que ataca o fígado, é outra doença comum do verão. A pessoa pode levar até um mês para desenvolver os sintomas, tempo suficiente para o vírus atacar as células hepáticas, provocando amarelamento da pele, febre, dores de cabeça e musculares e o aumento do tamanho do fígado. Mas nem sempre a pessoa apresenta todos esses sintomas, podendo sentir apenas mal-estar ou sinais de gripe. Neste caso, o atendimento médico é fundamental para o diagnóstico.

DICAS PARA EVITAR DOENÇAS TÍPICAS DO VERÃO

  • Evitar tomar sol, muito menos fazer exercícios físicos sob o sol, entre 10h e 16h;
  • Tomar cerca de dois a três litros de água por dia;
  • Aplicar protetor solar pelo menos 15 minutos antes da exposição ao sol, repetindo a aplicação a cada duas horas;
  • Evitar banhos prolongados e com água muito quente;
  • Evite esfregar buchas diariamente na pele, pois pode desencadear um ressecamento;
  • Passar hidratante no corpo, diariamente, com a pele ainda um pouco úmida;
  • Dar preferência a alimentos leves como saladas e carnes grelhadas;
  • Evitar comer alimentos crus, especialmente peixe.

 

Saiba como garantir a segurança das crianças no Carnaval

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 17 de fevereiro de 2012

A maior dúvida dos pais durante o Carnaval é como deixar as crianças se divertirem em segurança. Por isso, nosso pediatra, Dr. Cid Pinheiro, ensina a escolher as fantasias adequadas e manter a criança hidratada nesse período.

Para o especialista, não existe contraindicação para que os filhos participem da festa. No entanto, os pais precisam entender que o calor e o barulho em excesso podem ser prejudiciais. Por isso, é preciso ter alguns cuidados.

“O certo é optar por fantasias leves, de preferência àquelas que facilitam a transpiração. O calor e o suor podem causar irritação na pele da criança, além disso, é importante pensar numa roupa prática para hora de ir ao banheiro”, explica o médico.

Os bebês de até dois anos devem ficar distantes do barulho, já os mais crescidinhos, a partir de três anos, podem ficam mais próximos, desde que os pais fiquem atentos, pois o som alto prejudica a audição.

“É aconselhável que a cada 20 minutos as crianças se hidratem bebendo água ou suco, pois elas gastam energias rapidamente e precisam recuperá-las”, afirma o especialista.

O mais prático é optar por frutas, que também ajudam na hidratação. Leve-as picadinhas para facilitar o momento de alimentar as crianças, já que elas estarão agitadas.

A atenção também deve ser redobrada quando o assunto são produtos químicos, como as espumas utilizadas pelos foliões. “Para brincar, as crianças não podem utilizar produtos que contêm álcool e qualquer um deles deve ser isento de itens químicos e tóxicos que causam irritação na pele e nos olhos”, explica Pinheiro.

 

 

Bom condicionamento físico ajuda a manter um bom ritmo para o Carnaval

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 16 de fevereiro de 2012

Você só pensou nas festas e no melhor lugar para passar o carnaval, não é? Mas se lembrou de se preparar fisicamente para esta maratona? São milhões de pessoas cantando, pulando e se divertindo, por durante aproximadamente 10 dias, se for considerado que os festejos iniciam antes e acabam depois do calendário oficial em várias regiões do País.

Segundo Dr. Rogério Teixeira, nosso ortopedista, quem pretende passar o Carnaval desfilando pelas escolas de samba, percorrendo ruas atrás de um trio elétrico ou pulando frevo em Pernambuco, precisa de um bom condicionamento físico para aguentar tantos dias de agitação.

“A preparação física não é aplicada apenas aos atletas e, sim, a todas as pessoas que tenham por objetivo obter uma condição física aprimorada, a fim de realizar as tarefas com vigor. Essa preparação é planejada, organizada e periodizada. Seja um jogador de futebol, um lutador de boxe ou uma passista de escola de samba, todos precisam se prepara para realizar suas atividades com sucesso”, afirma o especialista.

As pessoas que já são acostumadas a praticar algum exercício não vão sentir tanta dificuldade para enfrentar estes dias de festa. Mas as que não são acostumadas a praticar uma atividade física não devem de uma hora pra outra resolver dançar ou fazer exercícios por horas, pois podem ficar doloridas e não aproveitar nada do Carnaval, além de se lesionar seriamente.

Estas pessoas podem fazer uma caminhada leve nos dias que antecedem o Carnaval e alongar muito o corpo para relaxar e evitar lesões. Assim, não vão sentir tanto cansaço para dançar e sambar.

“Claro que todas as pessoas devem cuidar para não exagerar nas atividades físicas tanto nos dias que antecedem o Carnaval como durante o Carnaval, pois vão ficar com o corpo dolorido no dia seguinte”, explica o ortopedista.

Respeite seu corpo e seus limites. Dance, mas quando estiver cansado, pare um pouco, beba água e descanse para depois retomar a dança. “Procure alongar suas pernas na festa e também tente ficar alguns momentos sentado para relaxar a musculatura da perna. A preparação física, além de melhorar o condicionamento físico, proporciona o emagrecimento, aumenta a autoestima e diminui a ansiedade”, finaliza Dr. Rogério Teixeira.

Recomendações para manter-se disposto no Carnaval

  • Priorize os exercícios aeróbicos para ganhar resistência
  • Caminhe, ao menos, 30 minutos por dia. Intercale momentos de corridas com passos mais lentos
  • Pedalar ajuda a fortalecer os membros inferiores, além de ser um bom exercício aeróbico
  • Sambar ou praticar algum outro tipo de dança relaxa e é ideal para queimar calorias
  • Fazer musculação ajuda, principalmente, os membros inferiores com exercícios localizados
  • Evite fritura e alimentos gordurosos e aumente o consumo de água e isotônicos
  • Durma ao menos oito horas na véspera do desfile
  • Não consuma bebidas alcoólicas. O álcool atrapalha a produção de energia no seu metabolismo
  • Use calçados confortáveis
  • Procure orientação profissional para se exercitar

 

 

Festas de Carnaval para as crianças contribuem com o desenvolvimento da criatividade e da socialização

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 14 de fevereiro de 2012

O Carnaval é uma das festas mais celebradas no Brasil, até mesmo para as crianças, que aproveitam a data para brincar, dançar e se divertir.

“É uma época propícia para os pequenos imaginarem um mundo de fantasias e isso é bastante positivo, pois pode contribuir para torná-las adolescentes e adultos criativos e com raciocínio mais rápido”, afirma nosso pediatra, Dr. Marcelo Reibscheid.

Não há restrições para começar a aproveitar a folia, contudo, o especialista aconselha os pais a levarem os filhos a bailes e eventos carnavalescos quando já estiverem andando, por volta dos 10 meses a um ano e meio.

Nesta idade, já é possível interagir e participar das brincadeiras, promovendo a socialização entre os colegas.

“As atividades coletivas fazem com que as crianças sejam mais sociáveis e ainda tenham a oportunidade de adquirir experiências e visões de vida diferentes”, diz o médico. “Eles aprendem também a compartilhar com outras pessoas, porque geralmente dividem serpentinas e confetes, por exemplo.”

Para aproveitar as festividades com segurança e bem-estar, vale atentar-se para alguns pontos:

Hidratação: Em virtude do calor e, conseqüente, sudorese, é imprescindível beber líquidos no decorrer da festa, como água, leite ou suco.

Alimentação: O ideal é ingerir alimentos leves e práticos, como frutas ou mesmo sucos. Mas, como o momento é de descontração, são permitidas guloseimas, como doces e pipocas, desde que sem exagero.

Vestuário: Roupas confortáveis dão liberdade de movimento e, por isso, são recomendadas. As fantasias, porém, são as mais reivindicadas pelas crianças, mas é preciso ter atenção se o elástico aperta ou o tecido irrita a pele, podendo gerar alergia; neste caso, basta retirar a peça e aguardar, pois o desconforto passará em curto prazo.

Segurança: Sprays de espuma fazem a alegria da garotada, no entanto, é fundamental conferir a composição química dos produtos para verificar se não são tóxicos e não contêm álcool, a fim de evitar alergias e ardência na pele e olhos. Respeitar a faixa etária do evento é importante para que os menores não acabem sendo machucados por empurrões ou quedas.

 

 

Boa alimentação ajuda a curtir o Carnaval de maneira saudável

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 13 de fevereiro de 2012

Na semana que antecede o carnaval, todo mundo fica com o pensamento voltado na folia. Mas para se acabar no samba, o folião precisa ter energia e estar preparado. Além da diversão, é importante ficar atento às necessidades do corpo, pois perde-se muitas calorias nesta época.

Nossa nutricionista, Dra. Mirian Nogueira Martinez, dá algumas dicas saudáveis que poderão ajudar a recompor as energias.

De acordo com ela, é importante manter uma alimentação balanceada e abusar das frutas, das verduras e dos legumes, alimentos compostos por antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres.

“Nos dias que antecedem as festas, devemos optar por pratos bem coloridos, que juntam todas as vitaminas e os minerais necessários para o organismo. Como fica mais difícil se alimentar regularmente, de três em três horas, como é recomendado, os foliões podem recorrer às sementes, nozes, pistache e castanhas, que são ricos em antioxidantes. Outra boa opção são as barras de cereais, que contêm muito carboidrato, o principal elemento para armazenar energia”, orienta a especialista.

A hidratação é essencial para manter-se disposto. Por conta do calor, a perda de líquido através do suor excede o normal, eliminando cloro, magnésio e sódio, elementos que precisam ser ingeridos novamente. Conforme a nutricionista, os isotônicos são ótimos aliados na hora da reidratação, pois possuem todos os nutrientes necessários.

Também pode-se recorrer aos sucos de frutas naturais, água de coco e, é claro, à água mineral. Em ocasiões como esta, o ideal é tomar de dois a três litros de água por dia.

No caso das bebidas alcoólicas, a nutricionista indica moderação. “A maioria das pessoas abusa das bebidas alcoólicas no Carnaval, mas esse consumo precisa ser intercalado. O folião deve continuar ingerindo água e alimentando-se bem. A bebida no estômago vazio pode causar uma irritação gástrica. Além disso, costumam ser diuréticas e isso auxilia no processo de desidratação. Não há necessidade de consumir energéticos, porque esse tipo de líquido apresenta grande quantidade de cafeína e guaraná, o que acelera o metabolismo do corpo, mas não reidrata”, explica.

O período pós-festa também não pode ser esquecido, pois o corpo precisa se reabastecer, principalmente, se a vontade for de aproveitar os próximos dias. Para isso, é recomendado muito descanso, continuar se hidratando regularmente e manter a alimentação balanceada.

Anotou todas as dicas? Então vista sua fantasia e caia no samba com saúde!

Conquiste fôlego de atleta com passeios regulares de bicicleta

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 24 de janeiro de 2012

Movimentar-se é o segredo para cuidar da saúde e conquistar longevidade. Somente 30 minutos diários já são capazes de combater o sedentarismo e conferir energia para enfrentar as tarefas com vitalidade.

E pedalar pode ser uma boa alternativa de fácil execução, além de funcionar como meio de transporte sustentável.

“Andar de bicicleta é um ótimo exercício para quem pretende iniciar uma atividade física, porque a pessoa consegue sentir com facilidade o desgaste físico e, consequentemente, impor seu limite”, afirma Dr. Hassan Ahmed Yassine Neto, cirurgião torácico do Hospital São Luiz e coordenador médico do World Bike Tour (WBT) 2012.

O especialista aconselha a começar a atividade física de forma gradual, mas sempre mantendo a frequência, porque, dessa forma, os benefícios ao corpo logo darão os primeiros sinais, a exemplo de melhor coordenação respiratória e cardiovascular, o que contribui com uma boa oxigenação dos tecidos.

“Pedalar regularmente tonifica os vasos sanguíneos, colaborando com a redução da pressão arterial, que é um importante fator de risco a doenças coronarianas”, alerta o médico.

Antes de se aventurar em longos trajetos, ainda que em percursos planos, é fundamental consultar um médico para fazer uma avaliação cardíaca e ortopédica. Dr. Hassan enumerou algumas dicas para praticar o ciclismo com segurança:

 

  • Manter dieta balanceada e sem exageros
  • Não fumar e evitar consumir álcool
  • Comer um carboidrato leve ou fruta antes de pedalar
  • Iniciar o treino de forma gradual e em locais planos
  • Programar trajetos para quantificar o espaço percorrido
  • Usar capacete, joelheira e cotoveleira
  • Realizar um trabalho de musculação para fortalecer joelho e tornozelo

Especialista alerta sobre riscos de pedalar sem preparo físico e ensina como evitá-los

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 20 de janeiro de 2012

Praticar atividade física é um dos segredos para melhorar a saúde, além de garantir a felicidade e a longevidade.

Os exercícios aeróbicos ajudam no condicionamento físico, dando mais disposição para enfrentar a rotina diária, mas antes de se dedicar a qualquer atividade é essencial tomar alguns cuidados para evitar os excessos.

“A vontade de fazer uma atividade física é ótima, principalmente, os aeróbicos. Antes de começar, é preciso pelo menos uma avaliação mínima com cardiologista ou clínico geral para realização de alguns exames”, aconselha Dr. Cesar Augusto Pereira Jardim, nosso cardiologista.

De acordo com o especialista, os exames são importantes por identificarem fatores de riscos relacionados a doenças cardiovasculares e, até mesmo, ligados a algumas patologias sem manifestação aparente.

Por exemplo, a análise laboratorial de sangue é fundamental porque verifica as taxas de colesterol, triglicérides e açúcar. Já o eletrocardiograma e o ecocardiograma checam as condições do coração, enquanto o teste ergométrico é uma prova de esforço que avalia a pressão arterial e qual a frequência cardíaca ideal de cada indivíduo para praticar determinado esporte.

Entretanto, utilizando o ciclismo como exemplo, é necessário cerca-se de cautela para que a atividade excessiva não prejudique o corpo.

“As pessoas não podem tentar recuperar o tempo perdido e exagerar no começo da atividade física. Deve existir uma programação prévia para incrementar tempos e distâncias de forma gradual, aumentando e adquirindo condicionamento físico”, aconselha o médico.

Os principais riscos de pedalar sem preparo adequado são:

  • Alterações osteoarticulares
  • Alterações musculares
  • Alteração de pressão arterial
  • Arritmia cardíaca.

Fonte

Página 1 de 512345
Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados