Blog da Saúde

Voluntários ajudam na recuperação dos pacientes internados

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 5 de dezembro de 2017

Músicos, palhaços e até animais fazem parte dos visitantes que trazem bem-estar aos pacientes internados

Em 1985, o Dia Internacional do Voluntário foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) a fim de promover ações de benevolência em todas as áreas da sociedade no mundo todo.

Entre as ações de humanização que acontecem nas unidades São Luiz está a visita dos animais que sempre trazem muita alegria aos pacientes internados. Dentre os benefícios estão: entretenimento, oportunidade de motivação e afeto, a fim de melhorar a qualidade de vida.

“Ter a oportunidade de ver e ter contato com um animal de forma terapêutica pode melhorar o estado de ânimo e a autoestima. O ressentimento, angústia, dor e outros aspectos negativos que geralmente o paciente sente quando está internado podem ser canalizados de uma forma positiva com essas ações”, explica Regina Célia Rocha, psicóloga do Hospital São Luiz.

Regina comenta ainda que a atuação dos voluntários é de extrema importância, pois doam seu tempo, trabalho e talento, se dedicando às causas de interesse social e comunitário, sempre com objetivo de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Com a chegada do voluntário, o paciente passa a se distrair e seu tempo de internação passa mais rápido. São estimulados a realizar atividades como leitura, alimentação, sair do quarto para fazer alguma atividade, entre outras ações.

Patas Therapeutas

A parceria entre o Hospital e a ONG Patas Therapeutas faz parte das ações e atividades de humanização realizadas nas unidades Anália Franco e São Caetano.

Com a presença e interação com os cachorros, os pacientes têm aumento da autoestima e confiança, o que diminui sintomas de ansiedade e depressão.

O número de pacientes pode variar para cada ação, pois há critérios pré-estabelecidos para o paciente ser considerado apto ou não para receber a atividade. Casos de traqueostomia, ostomias, CVC (Cateter Venoso Central), SVD (Sonda Vesical de Demora), úlceras por pressão, ferida operatória, diarreia não contida, utilização de outros drenos, isolamento de contato ou respiratório, são exemplo de casos em que os pacientes não podem participar.

Anestesia x analgesia no trabalho de parto: conheça as diferenças

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 16 de novembro de 2017

O momento do parto é muito especial para a gestante, para o bebê e para toda a família, por isso o mais importante é que ele ocorra de maneira tranquila e confortável. Nesta hora, a dor e os métodos para aliviá-la são aspectos fundamentais a serem considerados. Quando solicitado pela paciente, cabe ao médico anestesiologista trazer alívio da dor no parto normal e no parto cesáreo.

De acordo com o Dr. Arthur de Campos Vieira Abib, anestesiologista do Hospital São Luiz, dois métodos são empregados pelos especialistas: a analgesia e a anestesia. A analgesia consiste em promover o alívio da dor, sem perda de consciência, perda de mobilidade ou perdas sensitivas. Já a anestesia é o bloqueio de todas as vias de sensibilidade e motoras, havendo ausência completa da dor, muitas das vezes acompanhada de perda de consciência e abolição de reflexos motores e sensoriais, dependendo da técnica anestésica utilizada.

“Durante o trabalho de parto normal, normalmente utiliza-se a técnica de duplo bloqueio onde é realizada anestesia combinada peridural e raquidiana. Ocorre alívio da dor sem bloquear a movimentação das pernas e, desta forma, é possível levantar-se e caminhar durante o trabalho de parto”, explica o especialista. No parto cesáreo, a técnica de escolha é a raquianestesia.

A hora ideal para tomar a anestesia em cada tipo de parto depende da avaliação da equipe médica e da dor que a paciente sente durante a evolução. “Entretanto, a simples requisição da paciente já deve ser o gatilho para a analgesia ser indicada, afinal, a meta é o conforto da parturiente neste momento tão especial, sempre com o objetivo da segurança de a mãe e seu bebê receberem alta do hospital com toda a saúde e bem recuperados”, diz.

O parto normal, com a utilização de técnicas adequadas de analgesia espinhal, apresenta várias vantagens para a mãe e para o feto. Além disso, a anestesia diminui a sobrecarga cardiorrespiratória materna, reduz a liberação de hormônios e substâncias ligadas ao estresse e à dor, o que repercute de forma positiva sobre o feto, contribuindo para a manutenção de adequado fluxo sanguíneo útero-placentário. Uma das grandes vantagens da analgesia no trabalho de parto é não apresentar efeitos colaterais sobre a vitalidade e bem-estar fetal.

Apesar de todos os benefícios da analgesia, há algumas contraindicações. Gestantes que apresentem doenças que causem alteração da coagulação do sangue ou portadoras de doenças neurológicas e cardíacas precisam ter uma avaliação rigorosa antes de serem submetida a analgesia para o trabalho de parto.

“Complicações ocasionadas unicamente pela anestesia, hoje, são muito raras na literatura mundial, mas podem ocorrer. Contudo, ter disponíveis equipamentos adequados e uma estrutura hospitalar segura, com retaguarda de médicos de todas as especialidades, equipes de Anestesia e UTI especializadas é imprescindível para tratar uma eventual intercorrência”, acrescenta o profissional.

Há também os métodos não farmacológicos, que são adjuvantes na melhora do processo de dor. Eles incluem massagens corporais, exercícios respiratórios, banhos aquecidos, hidroterapia, exercícios corporais e até mesmo acupuntura. No geral, todos contribuem de para reduzir a sensibilidade da paciente à dor e proporcionar mais conforto.

Hospital São Luiz e Hospital da Criança: atendimento completo para toda a família

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 7 de novembro de 2017

Após reformulações realizadas pela Rede D’Or São Luiz hospitais oferecem atendimento de excelência no Jabaquara

Adquiridos em 2012 pela Rede D’Or São Luiz, o antigo Hospital Nossa Senhora de Lourdes, conhecido como Lourdinha, transformou-se em Hospital São Luiz Unidade Jabaquara, e o Hospital da Criança manteve-se com o mesmo nome, porém ambos passaram por mudanças e modernizações para oferecer o que há de melhor para os pacientes da região.

A Rede D’Or São Luiz buscou somar os 79 anos de tradição da marca São Luiz com a história e qualidade de serviços prestados pelo, então, Hospital Nossa Sra. de Lourdes e Hospital da Criança, reforçando ainda mais a referência das unidades na zona sul de São Paulo.

Os hospitais agora contam com serviços de excelência médica, tecnológica e de hotelaria com a mesma qualidade oferecida nos hospitais da Rede D’Or São Luiz e ambos são acreditados pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Logo após a aquisição, em abril de 2012, a Rede D’Or São Luiz trouxe para a unidade seu jeito de trabalhar, ou seja, sua cultura, passando também por um processo de mudança estrutural – ampliação, reforma e modernização. “Desde a chegada da Rede, os pacientes e moradores da região receberam a novidade muito bem e com muito otimismo. É possível ver hoje, após 5 anos, que colaboradores, equipe médica e pacientes estão felizes em fazer parte das mudanças que a Rede D’Or São Luiz trouxe para a região”, destaca Mario Gimenez, diretor do Hospital São Luiz Unidade Jabaquara e Hospital da Criança.

Os dois hospitais contam com quartos amplos, parque tecnológico com tomografia computadorizadas, ressonância magnética, ultrassonografia, endoscopia digestiva diagnostica e intervencionista, laboratório, serviços de hemodinâmica cardiológico, vascular, neurológico e radioterapia.

Hospital São Luiz Unidade Jabaquara

Atualmente são 192 leitos (124 leitos em unidades de internação e 68 leitos de UTI Adulto), 14 salas no centro cirúrgico, sendo duas salas inteligentes, capazes de executar tarefas através de comandos de voz.

O pronto-socorro que atende clinica médica, cirurgia geral, ortopedia e otorrinolaringologia 24 horas tem modelo de atendimento Smart Track, desenvolvido pela Rede D’Or São Luiz, caracterizado por ser um sistema ágil de primeiro atendimento, no qual o paciente passa por uma rápida triagem ainda na abertura da ficha e é levado imediatamente para o box de atendimento, onde é avaliado por diferentes profissionais, desde a admissão até a reavaliação, aumentando a efetividade do diagnóstico e tratamento. São 10 box de atendimento, 2 box de atendimento ortopédico, 3 box de reavaliação, 4 box na sala de emergência, 16 box de repouso e observação, 1 sala de sutura e pequenas cirurgias, 1 sala de gesso e de curativo, 2 salas de medicação/inalação, 1 posto de coleta de exames e 1 farmácia.

Somente neste ano já foram mais de 96 mil atendimentos no pronto-socorro, 10.055 internações e aproximadamente 5.800 cirurgias realizadas. A unidade hoje é reconhecida como Hospital Geral, no atendimento de especialidades como ortopedia, urologia, cirurgia geral, cirurgia bariátrica, entre outras.

Hospital da Criança

Unidade pediátrica está ao lado do Hospital São Luiz e conta com toda sua infra-estrutura. Atualmente são 76 leitos todos decorados com temas infantis (53 leitos em unidades de internação e 23 leitos de UTI Infantil). É importante destacar que os leitos da UTI Pediátrica são individuais com banheiro privativo e o acompanhante pode ficar em tempo integral com seu filho. O objetivo é proporcionar mais conforto e qualidade no atendimento.

Centro Médico

Para completar e oferecer aos pacientes um atendimento integrado, as unidades possuem um Centro Médico de Especialidades, com estrutura completa com consultórios equipados para atender 26 especialidades. Localizado ao lado dos hospitais, na Rua das Perobas, 266.

Funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h e as consultas podem ser agendadas pelos telefones: 5018-4800 / 5018-4805 / 5018-4807 / 5018-4817 / 5018-4829.

Conheça as especialidades médicas: Alergologia, Anestesiologia, Arritmologia, Buco-maxilo, Cardiologia, Cirurgia Bariátrica, Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Oncologia, Cirurgia Geral, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Plástica, Cirurgia Vascular, Cirurgia Torácica, Clínica Médica, Dermatologia, Endocrinologia, Infectologia, Nefrologia Pediátrica, Neurocirurgia, Pediatria, Pneumologia, Oncologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia e Urologia Adulto e Pediátrica.

BabyWeb do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim permite interação entre familiares

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 25 de maio de 2017

Serviço de transmissão de imagens do nascimento agora possui chat em tempo real via web

O BabyWeb, serviço disponível na Maternidade Itaim do Hospital São Luiz de transmissão de imagens do nascimento em tempo real pela internet, em parceria com a PubliVídeo, traz mais uma novidade, um chat que entra em funcionamento no momento do parto.

“O nascimento de um bebê é um momento de extrema alegria e merece ser compartilhado com todos os familiares e amigos. O BabyWeb permite isso, em tempo real, de uma forma segura, com a possibilidade de trocar mensagens e dividir emoções entre todas as pessoas que estão simultaneamente participando da transmissão”, diz Dra. Márcia Maria da Costa, diretora da maternidade São Luiz, unidade Itaim.

No momento da internação, os pais que aderirem ao BabyWeb recebem um login e senha de acesso que poderão ser repassados para quantos familiares e amigos desejarem, para que estes acessem e assistam as emoções do nascimento pelos seus computadores, smartphones e tablets, em qualquer lugar do mundo. Além da transmissão em tempo real, o vídeo fica disponível na plataforma por sete dias, com total segurança e privacidade.

“Outro diferencial da plataforma é sua sincronia com as redes sociais, pois o vídeo pode ser compartilhado no Facebook, Instagram e WhatsApp. Caso os pais queiram, há também a possibilidade de gravar o parto em mídia física”, explica Paulo Gomes, proprietário da PubliVídeo e idealizador do BabyWeb.

O serviço pode ser contratado pelo telefone (11) 3040-1489. Para mais informações e detalhes: http://www.publivideo.com.br/ ou http://www.saoluiz.com.br/babyweb.aspx

Unidade Anália Franco recebe Seminário Desafios do Lean Aplicado à Saúde

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 6 de fevereiro de 2015

A unidade Anália Franco do Hospital São Luiz promoveu esta semana o Seminário Desafios do Lean Aplicado à Saúde, em parceria com o Lean Institute Brasil. O evento contou com participação do Dr. John Toussaint, um dos principais executivos na adoção da metodologia na área da saúde dos Estados Unidos.

Destinado a todos os profissionais da saúde, tanto do hospital quanto externos, o Seminário teve participação de médicos, enfermeiros, nutricionistas, administradores, e seu objetivo foi disseminar o pensamento lean e promover trocas de experiências e aprendizado.

A filosofia lean busca a melhoria da gestão baseada na criação de valor máximo para os clientes, melhorando os processos pelos quais produtos e serviços são criados e entregues, ajudando as empresas a se tornarem cada vez mais inovadoras e competitivas.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizAnaliaFranco #Lean

Lean Analia Franco

Você sabia que pode ajudar mais de uma pessoa ao doar sangue?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 25 de novembro de 2014

SLUIZ-INTERNA-DOESANGUE

Hoje é o Dia Internacional do Doador de Sangue. Você sabia que, ao doar sangue, é possível ajudar mais de um paciente? Isto ocorre porque todo sangue doado é separado em diferentes componentes (hemácias, plaquetas e plasma) e, dependendo da necessidade, esses componentes podem ser recebidos por pessoas distintas.

É importante saber também que a quantidade de sangue retirada na doação não afeta a saúde do doador porque a recuperação é praticamente imediata. Em média, uma pessoa adulta tem cinco litros de sangue e, numa doação, são coletados, no máximo, 450 ml.

As condições básicas para ser um doador são: ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 kg, estar se sentindo bem e saudável e apresentar documento com foto.

Recomenda-se também que o doador tenha dormido pelo menos seis horas na noite anterior, que não esteja em jejum nem tenha comido alimentos muito gordurosos e que não tenha ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores.
O Hospital São Luiz incentiva a doação e, desde 2012, possui a campanha “Doe Sangue”.

Abaixo estão os endereços de onde é possível doar:

Rua Borges Lagoa, 1450 – Vila Clementino
Telefone: (11) 5080-4435
Horário: 2ª a sábado das 8h às 17h
Aos domingos e feriados não há expediente

Rua Prof. Antônio Prudente, 211 – Liberdade
Telefone: (11) 2189-5122
Horário: 2ª a 6ª feira das 8h às 18h
Sábados das 8h às 17h
Aos domingos e feriados não há expediente

Faça sua parte!

#HospitalSaoLuiz #doesangue

Hospital e Maternidade São Luiz Itaim conquista acreditação da Joint Commission International (JCI)

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 28 de outubro de 2014

jci

A unidade Itaim do Hospital e Maternidade São Luiz foi acreditada pela Joint Commission International (JCI), uma das certificações mais importantes do mundo. O criterioso selo atesta a excelência da unidade em qualidade do atendimento hospitalar e segurança do paciente.

A certificação é baseada em rígidos critérios de qualidade em saúde e se tornou referência no mundo todo. O modelo é construído sobre a filosofia de melhoria contínua da qualidade no atendimento, transferência de conhecimento e desenvolvimento de competências dentro de uma equipe de trabalho multidisciplinar.

Para obter a acreditação, o Hospital e Maternidade São Luiz, unidade Itaim, passou por um longo processo de preparação/educação, que durou cerca de três anos. Dentre essa preparação foram realizadas diversas auditorias educativas e simuladas, quando atividades foram realizadas com pacientes, familiares, funcionários, lideranças e administração do hospital.

Para o diretor regional de São Paulo, da Rede D’Or São Luiz, Dr. José Jair Arruda Pinto, no decorrer do processo foram fortalecidas a cultura de qualidade e segurança do paciente. A meta é a assistência focada no paciente, no tempo adequado, eficiente, equânime, efetivo e seguro e as metas internacionais de segurança são consideradas um alicerce na manutenção deste cuidado. Para monitorar a efetividade da implantação dessas metas internacionais de segurança do paciente, a unidade estabeleceu seus Indicadores de Qualidade e Gerenciamento de Risco, grupo que identifica pontos a serem trabalhados e que estabelece planos de ação junto com os gestores. “Apresentamos os resultados aos colaboradores que participam diariamente do cuidado e há atuação constante da Educação Continuada em campanhas envolvendo toda a instituição”, complementa José Jair Arruda Pinto.

A partir dessa conquista o hospital segue um plano continuo e cada vez mais aprimorado. “O maior beneficiado é o paciente, que tem a garantia de ser atendido em uma unidade que desenvolve e monitora constantemente seus processos internos. Com a acreditação, o paciente atendido se sente seguro e bem assistido no ambiente hospitalar, desde a sua chegada à unidade até a sua alta”, afirma o diretor regional de São Paulo da Rede D’Or São Luiz.

SOBRE A UNIDADE

A unidade Itaim é um hospital geral e maternidade e ocupa uma área de aproximadamente 35.500m², com mais de 70 anos de experiência. Conta com 372 leitos, sendo 203 de hospital – 141 apartamentos, 52 leitos de UTI Adulto e 10 leitos de semi-intensiva – além de 18 salas no centro cirúrgico. Na maternidade são 169 leitos – 95 apartamentos, 14 leitos na semi-intensiva, 55 leitos na UTI neonatal e 5 na semi intensiva Neonatal – além de 10 salas de parto e 2 suítes para parto normal. São seis andares com capacidade de realizar procedimentos clínicos e cirúrgicos com tecnologia avançada. O Pronto-Socorro, uma das áreas de maior movimento, atende cerca de 13 mil consultas/mês, e o centro cirúrgico realiza 1,5 mil cirurgias mensais. A maternidade, que faz 9 mil partos por ano, foi pioneira em projetos como berçários setoriais e é referência em tratamento de gravidez de alto risco.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #JCI #acreditacao

No Dia do Psicólogo, conheça o Serviço de Psicologia do São Luiz

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 27 de agosto de 2014

O Hospital São Luiz implantou o Serviço de Psicologia Hospitalar em 1998, com objetivo de auxiliar as equipes médicas em situações emergenciais e de favorecer a adesão ao tratamento por parte dos pacientes e familiares.

A Psicologia Hospitalar do São Luiz dá apoio a todas as áreas do hospital. Pacientes internados que se preparam para uma cirurgia ou que estão na UTI podem receber apoio psicológico como suporte. O mesmo serviço é oferecido aos seus familiares. Com o atendimento, é possível prevenir alterações comportamentais como a dificuldade de aceitar a doença, aumentar a qualidade de vida do doente, além de evitar quadros de depressão e ansiedade.

Na maternidade, as psicólogas acompanham as mulheres que estão internadas na Semi-Intensiva da Gestante buscando aumentar o tempo de gravidez. Mães que estão com problemas de amamentação e transtornos puerperais também podem receber o atendimento, desde que solicitado pelo médico responsável pela paciente ou pela enfermeira do setor.

Na UTI Neonatal, as mães recebem orientações especiais. Para atuar com recém-nascidos e seus pais, a equipe de psicólogos do São Luiz é submetida a um rigoroso treinamento há mais de dez anos.

A equipe de psicologia participa ainda do Curso Preparatório para Pais, com orientações sobre desenvolvimento do bebê, vínculo emocional, depressão pós-parto, importância da presença do pai e mudanças emocionais durante a gestação.

#HospitalSaoLuiz #diadopsicologo

seniors

Você sabe como é feito o socorro em pista na Fórmula 1?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 11 de agosto de 2014

Se você já assistiu a uma corrida de Fórmula 1 em que houve um acidente grave, deve ter notado a presença do Safety Car. Este veículo é utilizado em momento críticos e entra na pista para neutralizar a prova e garantir a segurança de todos os envolvidos. Todo o entorno é avaliado para que a intervenção de socorro em pista não provoque outros acidentes, envolvendo as equipes médicas de salvamento e os demais competidores.

Seguindo rigorosamente o protocolo de socorro definido pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo), somente após a entrada do Safety Car é que a equipe médica pode se deslocar até o veículo acidentado. No Grande Prêmio do Brasil, o São Luiz é o hospital oficial da Fórmula 1 desde 2002.

O transporte dos profissionais do São Luiz é feito no Medical Car ou no carro de intervenção médica, que é totalmente equipado para o primeiro atendimento. Ao chegar ao local, os médicos avaliam o quadro do piloto e, se necessário, acionam a equipe de extração para imobilizar e retirar o competidor do carro.

Apenas neste caso a ambulância entra na pista para levar o acidentado ao Centro Médico montado no autódromo de Interlagos. Neste espaço, o piloto passa pela avaliação de outros especialistas. Em caso de necessidade, ele é então transportado de helicóptero para as unidades de retaguarda: Morumbi, Itaim e Anália Franco, onde 22 médicos de dez especialidades estão de prontidão durante o final de semana.

A relação entre a Fórmula 1 e o atendimento nas unidades é uma via de mão dupla. A Rede D’Or São Luiz disponibiliza ao Grande Prêmio a mesma estrutura encontrada 365 dias do ano em suas unidades – equipes qualificadas, ambulâncias, medicamentos e equipamentos de última geração essenciais para todo tipo de emergência. Os médicos e os enfermeiros que atendem pilotos e equipes que trabalham na Fórmula 1 são os mesmos que atendem os pacientes nos outros dias do ano.

#HospitalSaoLuiz #F1 #GPBrasil

Simulado - Safety 1

Saiba mais sobre o Hospital São Luiz no Dia Nacional do Hospital

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 2 de julho de 2014

Inaugurado em 1938 como uma policlínica, o São Luiz possui hoje em quatro unidades hospitalares: Morumbi, Itaim, Anália Franco e Jabaquara. Desde a sua fundação, o São Luiz se preocupa em oferecer um atendimento de alta qualidade aos seus pacientes.

Humanização, cuidado, atenção e respeito são palavras que orientam há anos todas as atividades da equipe, que conta com a ajuda de tecnologia de ponta. Em todas as unidades, o paciente tem à sua disposição equipamentos de última geração, que garantem mais segurança e eficiência para o tratamento.

Em 2011, o Hospital São Luiz foi adquirido pela Rede D’Or, que passou a se chamar Rede D’Or São Luiz. Atualmente, a Rede D’Or São Luiz é a maior operadora independente de hospitais do Brasil. São mais de quatro mil leitos, 25 mil funcionários e em torno de cinco milhões de atendimentos realizados por ano. O grupo opera com 24 hospitais próprios ou em parcerias, além de um hospital sob gestão e quatro em fase de construção.

Em 2012, o São Luiz adotou o Smart Track, sistema pioneiro utilizado para agilizar o primeiro atendimento no pronto-socorro, onde a meta de espera é de no máximo 20 minutos.

Maternidade

Fundada em 1983, a Maternidade São Luiz conserva uma sólida tradição de tratar com carinho e cuidado mamães e bebês. O projeto foi o primeiro a implementar o conceito de hotelaria hospitalar no Brasil, tratando a gestante de modo diferenciado dos demais pacientes. Pioneira, inaugurou há dez anos a UTI Neonatal, que é referência no país e na América Latina.

Reconhecida pela estrutura e pelo atendimento humanizado e de excelência, a Maternidade São Luiz está presente nas unidades Itaim e Anália Franco. É referência nacional e também na América Latina em Neonatologia.

Da internação ao pós-parto, a Maternidade coloca à disposição serviços diferenciados como a transmissão de imagens do nascimento pela internet e o que há de mais moderno em cuidados para a saúde da mãe e do bebê.

Fórmula 1

Há 14 anos, o São Luiz é o hospital oficial do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1. A Rede D’Or São Luiz consolida seu atendimento médico com padrões internacionais, reconhecido pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) como um dos melhores do circuito mundial, com equipes médicas capacitadas, motivadas e bem lideradas. Ao mesmo tempo, usa a experiência adquirida na Fórmula 1 para dentro de seus hospitais, melhorando constantemente seus serviços e a qualidade assistencial de seu atendimento.

No GP de F-1 é disponibilizada a mesma estrutura encontrada 365 dias do ano em suas unidades – equipes qualificadas, ambulâncias, medicamentos e equipamentos de última geração essenciais para todo tipo de emergência. Os médicos e os enfermeiros que atendem pilotos e equipes que trabalham na Fórmula 1 são os mesmos que atendem os pacientes nos outros dias do ano.

#HospitalSaoLuiz

fotos hosp sao luiz

Página 1 de 3123
Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados