Blog da Saúde

Exercícios no pós-parto aliviam dores e dão mais conforto para as mães

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 25 de março de 2015

Juliana Bambicini, fisioterapeuta do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, foi entrevistada pelo portal iG e indicou ‪‎exercícios‬ que ‪‎mulheres‬ no ‪‎pós‬-parto podem fazer para aliviar dores comuns deste período. Exercícios leves, não para perder peso, mas para ajudá-la nesta nova fase, são muito bem vindos e recomendados. Mas não se esqueça de consultar seu médico antes de iniciar as atividades.

ig saoluiz

Para ler a reportagem completa, acesse: http://scup.it/8a4w

#‎HospitalSaoLuiz‬ ‪#‎SaoLuizAnaliaFranco‬ #pos-parto

Fisioterapia: um aliado na recuperação pós-parto

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 27 de fevereiro de 2013

mae e filho

Você sabe o que é puerpério?

Esse é nome que se dá ao período após o parto em que acontecem diversas mudanças físicas para que o corpo volte a ser como antes da gravidez. Nesse momento, é natural que a mãe esteja completamente voltada para o bebê, mas ela também precisa de cuidados para acelerar seu processo de recuperação.

Para a fisioterapeuta Juliana Bambicini, voltar a exercitar o corpo é importante porque ajuda puérperas a retomar mais rapidamente as condições pré-gestação, diminuindo dores e desconfortos e fazendo com que a mulher consiga voltar a realizar suas atividades diárias.

Para ativar o fluxo sanguíneo, logo depois do parto e da retirada da sonda a paciente já é orientada a iniciar os primeiros movimentos, como mexer mãos, punhos e tornozelos. A partir do segundo dia, ela é submetida a sessões de facilitação do retorno venoso, que têm como objetivo ajudar na circulação do sangue para o coração e diminuir o inchaço.

Segundo a especialista, outra prática importante são os exercícios para o assoalho pélvico (conjunto de músculos que fecha a pelve e sustenta os órgãos) e a correta posição do braço e das costas na hora da amamentação para evitar inchaço e incômodo.

Outros benefícios imediatos resultantes da fisioterapia são ajudar a manter a função pulmonar, diminuir o desconforto respiratório, restaurar o tônus muscular e estimular o peristaltismo intestinal (movimento involuntário dos intestinos para passagem dos alimentos). “As mães sofrem sobrecarga durante a gestação e o parto, por isso essas atividades ajudarão no fortalecimento dos músculos e na prevenção de incontinência urinária e disfunção sexual, por exemplo”, explica.

Aproveite o congestionamento para cuidar da sua saúde

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 2 de março de 2012

O ano começou de verdade, e os congestionamentos também! Os especialistas dizem que tempo ideal para permanecer no veículo é, no máximo, 50 minutos. Excedendo esse limite, os principais déficits para o organismo estão relacionados aos músculos e aos ossos.

“É comum vermos hoje em dia pessoas que passam cerca de três horas seguidas na direção. Esse fator pode ser muito prejudicial à saúde, especialmente para pessoas que não possuem hábito de praticar exercícios físicos regulares”, conta nosso ortopedista, Dr. Douglas Rocha Russo.

Além disso, dirigir diariamente no trânsito lento provoca dores crônicas na coluna e nas articulações, piora varizes e agrava os efeitos do sedentarismo. Segundo dados da CET, São Paulo registrou recorde de163 kmde lentidão em 2010, o que leva os motoristas a passar muito mais tempo no volante do que o recomendado.

Como nem sempre é possível sair do carro para se alongar, o ortopedista sugere 10 medidas que você pode tomar antes de dirigir e durante o congestionamento. Essas medidas auxiliam no alongamento dos músculos e ativam a circulação sanguínea, diminuindo risco de tendinites e até de embolias.

Antes de dirigir

  • Usar uma pequena almofada para apoiar a coluna lombar, se o encosto do carro não tiver regulagem para essa parte do corpo.
  • Evitar deixar a cabeça muito abaixada e muito para trás.
  •  Segurar o volante com os braços levemente flexionados. Relaxar os ombros. Assim, a musculatura do pescoço não fica tensionada.
  • Apoiar os calcanhares no assoalho do veículo, para evitar sobrecarga da coluna lombar. Pela mesma razão, os joelhos devem estar no nível dos quadris ou acima.
  •  Ajustar o banco de modo que, mesmo quando estiver pressionando os pedais, os joelhos continuem um pouco flexionados.

Quando o trânsito estiver parado

  • Esticar e flexionar os pés e os tornozelos, para melhorar a circulação.
  • Puxar o joelho em direção ao tórax, ao lado do volante. Mexer a musculatura da batata da perna, das coxas e do quadril. Isso já aumentar o bem-estar.
  •  Elevar os braços, colocá-los por trás da cabeça, alongar ombros e cotovelos, flexionar os punhos.
  •  Para alongar a musculatura que sustenta vértebras, projetar-se para frente, abraçando o volante.
  • Para diminuir dores no pescoço, empurrar a cabeça para a direita e a esquerda.

 

Especialista alerta sobre riscos de pedalar sem preparo físico e ensina como evitá-los

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 20 de janeiro de 2012

Praticar atividade física é um dos segredos para melhorar a saúde, além de garantir a felicidade e a longevidade.

Os exercícios aeróbicos ajudam no condicionamento físico, dando mais disposição para enfrentar a rotina diária, mas antes de se dedicar a qualquer atividade é essencial tomar alguns cuidados para evitar os excessos.

“A vontade de fazer uma atividade física é ótima, principalmente, os aeróbicos. Antes de começar, é preciso pelo menos uma avaliação mínima com cardiologista ou clínico geral para realização de alguns exames”, aconselha Dr. Cesar Augusto Pereira Jardim, nosso cardiologista.

De acordo com o especialista, os exames são importantes por identificarem fatores de riscos relacionados a doenças cardiovasculares e, até mesmo, ligados a algumas patologias sem manifestação aparente.

Por exemplo, a análise laboratorial de sangue é fundamental porque verifica as taxas de colesterol, triglicérides e açúcar. Já o eletrocardiograma e o ecocardiograma checam as condições do coração, enquanto o teste ergométrico é uma prova de esforço que avalia a pressão arterial e qual a frequência cardíaca ideal de cada indivíduo para praticar determinado esporte.

Entretanto, utilizando o ciclismo como exemplo, é necessário cerca-se de cautela para que a atividade excessiva não prejudique o corpo.

“As pessoas não podem tentar recuperar o tempo perdido e exagerar no começo da atividade física. Deve existir uma programação prévia para incrementar tempos e distâncias de forma gradual, aumentando e adquirindo condicionamento físico”, aconselha o médico.

Os principais riscos de pedalar sem preparo adequado são:

  • Alterações osteoarticulares
  • Alterações musculares
  • Alteração de pressão arterial
  • Arritmia cardíaca.

Fonte

Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados