Blog da Saúde

Como fazer a criança dormir bem?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 19 de setembro de 2012

Um bebê em casa traz muitas alegrias e mudanças na rotina da família se fazem necessárias de uma hora para outra. Com a vida atribulada de muitos pais, isso nem sempre acontece da melhor forma.

De acordo com Marcelo Reibscheid, pediatra do Hospital e Maternidade São Luiz, com a rotina adequada, qualquer criança dorme as boas X horas ideais de sono tranquilamente, garantindo assim o descanso desses pais.

O horário é uma decisão do casal, mas são os costumes dos familiares que moldam as crianças. Muitas vezes, ao chegar do trabalho, os pais querem curtir os momentos valiosos em que estão por perto e acabam fazendo com que essas crianças durmam além do necessário durante o dia.

Outro erro comum é passar longo tempo em frente à televisão: “A televisão causa uma euforia na criança que pode fazer com que o sono seguido do entretenimento venha acompanhado de pesadelos. Também não é certo deixar com que a criança relacione a atividade com o horário de se deitar. Se for para relacionar, que seja com o banho e a mamada, alerta.

Ainda de acordo com o pediatra, contar histórias pode ser uma boa saída. Além de ser um momento muito gostoso com as crianças, acalma e é uma interação muito mais saudável que TV. Músicas suaves em volume baixo também podem agradá-los.

Veja os 10 erros dos pais que atrapalham o sono da criança:

1- Estimular demais o bebê principalmente próximo da hora de dormir.

2- Não ter rotina.

3- Criar histórias de bicho-papão.

4- Esperar até que a criança esteja cansada demais.

5 – Usar o berço como playground.

6- Ir ao quarto ao menor resmungo.

7- Manter o bebê acordado o dia todo para que durma melhor à noite.

8- Descobrir que existe o dia e a noite.

9- Deixar que adormeça no colo ou na cama dos pais para depois colocá-Io no berço.

10 – Fazer com que a criança fique dependente da sua presença para adormecer.

 Fonte

Ceia perfeita para o sono

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 13 de junho de 2012

 

Quando falamos sobre refeições noturnas, a única dica da qual temos certeza é de que devemos evitar refeições pesadas para conseguir dormir melhor.

Mas existem alimentos que, quando consumidos antes de dormir, auxiliam no sono e na reposição de energias. Conheça alguns deles e os inclua no seu dia a dia!

Confira as recomendações dos especialistas e pare de revirar na cama durante a noite:

Leite com mel

O alimento é fonte de triptofano, um aminoácido precursor da serotonina, que é o hormônio responsável por baixar os níveis de estresse em nosso corpo, preparando-o para o sono.

“Já o mel é uma fonte de carboidrato simples, que também ajuda no sono, pois facilita a absorção do triptofano”, diz Andrea Buttoni, nutrólogo do Hospital São Luiz. Um copo de leite desnatado adoçado com uma colher de sopa de mel tem em média 150 calorias.

Iogurte com aveia

Além de ser uma fonte rica em proteínas, cálcio, fibras e vitaminas do complexo B, que promovem um bom trânsito intestinal, ajudam na saciedade e melhoram os níveis de colesterol bom, a combinação de iogurte com aveia segue a mesma lógica do leite com mel – enquanto o primeiro é fonte rica em triptofano, o segundo é um carboidrato que vai ajudar na sua absorção.

Um copo de 140g de iogurte light sem açúcar acompanhado de três colheres de sopa de aveia tem aproximadamente 220 calorias.

Frutas secas

Para aqueles que não resistem a comer alguma coisa doce antes do dormir, as frutas secas podem ser a melhor opção.

No entanto, é preciso ficar atento às quantidades para não exagerar nas calorias: enquanto 100g de damasco fresco, por exemplo, têm apenas 54 calorias, 100g de damasco seco tem em média 130 calorias.

Nozes e castanhas

As nozes e castanhas possuem gordura monoinsaturada, selênio e proteínas. As oleaginosas também são ricas fontes de triptofano, por isso a recomendação de ingeri-las na ceia.

Banana

A banana é uma fonte riquíssima de triptofano e os carboidratos presentes na fruta por si só ajudam na absorção do aminoácido e na produção de serotonina. “Ela também é rica em potássio, vitaminas do complexo B e pectina, que ajudam no controle da pressão arterial, regulam o intestino e diminuem o colesterol alto”, diz o nutrólogo. Por ser de fácil digestão, a fruta é uma boa pedida para a ceia, e uma unidade média tem cerca de 90 calorias.

Semente de gergelim

Fonte de triptofano, as sementes de gergelim podem ser consumidas acompanhando uma sopa ou então acrescentadas ao iogurte. No entanto, pise no freio com esse alimento se você está de dieta: cada 10g de gergelim tem 59 calorias.

Derivados da soja

Você pode ingerir a soja em formato de grão torrado, leite ou mesmo em patê, acompanhando uma torrada – que seria a fonte de carboidrato, ajudando na absorção do triptofano. Além disso, quem sofre de gases quando toma leite pode ingerir a soja sem medo – a lactase, substância de difícil digestão presente no leite, não se encontra na versão de soja.

Fonte: Correio On –line

O sono e a saúde

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 29 de março de 2012

Diversas pesquisas comprovam que o excesso ou a falta de sono traz diversos prejuízos ao corpo humano. O estudo realizado mais recentemente, divulgado pelo presidente de cardiologia da Chicago Medical School, descobriu que os adultos que dormem menos de seis horas têm um risco duas vezes maior de sofrer um derrame ou ter um infarto e 1.6 maior de ter insuficiência cardíaca congestiva.

Já para quem exagera na quantidade de tempo passada debaixo dos lençóis, as chances de doença arterial coronariana são maiores, além de uma probabilidade duas vezes maior de ter dores no peito

Mas o equilíbrio entre as horas de sono proporciona diversos benefícios para a saúde:

Previne a obesidade

Durante o sono, nosso organismo produz a leptina, um hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade – portanto, pessoas que tem dificuldades para dormir produzem menores quantidades desta substância.

Combate a hipertensão

A neurologista Rosa Hasan, do Hospital e Maternidade São Luiz, explica que a dificuldade em descansar durante a noite é equivalente a um estado de estresse, aumentando a atividade da adrenalina no corpo.

“Uma noite mal dormida deixa o organismo em estado de alerta, aumentando a pressão sanguínea durante a noite”, explica a especialista. Ela afirma que com o tempo essa alteração na pressão sanguínea se torna permanente, gerando a hipertensão.

Favorece o desempenho físico

 Quando dormimos profundamente e sem interrupções, nosso corpo começa a produzir o hormônio GH, responsável pelo nosso crescimento. Essa substância só começa a ser produzida aproximadamente meia hora após uma pessoa dormir – por conta disso, pessoas que tem o sono fragmentado sofrem dificuldades de sintetizar esse hormônio.

Previne depressão

As chances de a depressão comprometer a qualidade de vida de uma pessoa pode ser menor se ela dormir entre seis e nove horas por dia. Estudos mostraram que pessoas com o sono considerado “normal” – de seis a oito horas por noite – tiveram índices mais altos de qualidade de vida e níveis mais baixos de depressão quando comparados aos que dormiam pouco ou muito.

Também foi observado aqueles que dormem menos que seis e mais de nove horas por dia sofrem uma piora na qualidade de vida e índices de depressão mais altos.

Fonte: Portal Minha Vida

O sono do bebê

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 6 de abril de 2011

Dormir é um grande aliado para o crescimento e para a nutrição do bebê. A pediatra Dra. Cylmara Gargalak Aziz, do Hospital São Luiz, explica que o sono profundo libera 75% do hormônio do crescimento (GH) produzido pelo corpo, auxiliando na síntese de ossos e músculos. “O ciclo do sono vai desde a semiconsciência ao sono leve, segue-se o sono com sonhos e finalmente o sono profundo”, esclarece a médica.

Mas como criar um ambiente para um sono tranquilo que ajude no desenvolvimento do seu bebê? Veja três dicas básicas da especialista em sono pediátrico e diretora associada do Centro do Sono do Hospital das Crianças da Filadélfia, Jodi Mindell:

1- Banho morno – Aumenta a circulação sanguínea, ajudando na eliminação de toxinas e alívio de cólicas, além de relaxar as fibras musculares e tranqüilizar o bebê.
2- Massagem relaxante – Fazer massagens regularmente melhora a qualidade do sono, fazendo com que a criança durma mais e melhor.
3- Atividade tranquilizante – Um quarto com pouca iluminação é essencial para o relaxamento.

Abaixo, uma tabela com o tempo aproximado de sono para cada fase da criança:

Idade Número aproximado de horas de sono:
Recém-nascido                     16 a 20 horas por dia
Três semanas                       16 a 18 horas por dia
Seis semanas                        15 a 16 horas por dia
4 meses                               9 a 12 horas mais duas sonecas (2 a 3 horas cada)
6 meses                               11 horas mais duas sonecas (2 a 3 horas cada)
9 meses                               11 a 12 horas mais duas sonecas (1 a 2 horas cada)
1 ano                                   10 a 11 horas mais duas sonecas (1 a 2 horas cada)
18 meses                             13 horas mais uma ou duas sonecas (1 a 2 horas cada)
2 anos                                 11 a 12 horas mais uma soneca (2 horas)
3 anos                                 10 a 11 horas mais uma soneca (2 horas)

Fonte: Sempre Materna

Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados