Blog da Saúde

Como o cálculo renal surge?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 23 de dezembro de 2013

águaTambém conhecido como pedras nos rins, o cálculo é formado por cristais compostos por vários minerais alojados nos rins que podem se deslocar até as vias urinárias causando muita dor e complicações.

Por vivemos em um país tropical, o consumo de líquidos, como água, chá e sucos, deve ser constante, explica o urologista da unidade Jabaquara do Hospital São Luiz, Ricardo de la Roca (CRM28886 ).

O médico também explica que a alimentação é um fator importante para a dissolução das pedras, principalmente em pacientes com altos índices de ácido úrico na urina, pois eles estão no grupo de riscos da doença. “Carne vermelha, peixes e frutos do mar, alimentos ricos em proteína como nozes, feijão e grão de bico são verdadeiros venenos, principalmente para que tem ácido úrico, eles aumentam significativamente os riscos de pedra nos rins”, acrescenta

Causas e tratamento

O cálculo renal ocorre normalmente em homens devido a alguns fatores como , constituição óssea maior, além de obesidade, sedentarismo, maior consumo de alimentos ricos em cálcio e proteínas.

Já na mulher a probabilidade de formar cálculos aumenta com a chegada da menopausa. “O tratamento depende do tamanho, da composição química e da localização do cálculo, podendo ser apenas um acompanhamento clínico, com uso de medicação ou até mesmo realização de uma cirurgia”, complementa o especialista.

Fonte: Eco Central

Tratamento alternativo para cálculo renal

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 3 de maio de 2013

O cálculo renal, também conhecido como pedra nos rins, causa dores muito agudas no paciente. Por isso, o Hospital São Luiz conta com várias tecnologistas que auxiliam na retirada.

 O Dr. Camillo Loprete (CRM: 50251) destaca em específico, o tratamento a lazer. Ele permite que o paciente tenha alta no mesmo dia e retorne rapidamente a suas atividades. Assista a mais um miniprograma da série veiculada pelo Discovery Home & Health com os Hospitais Rede D’Or São Luiz e entenda mais sobre este procedimento.

 .

Por que realizar os exames periódicos de próstata?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 2 de abril de 2013

CalendárioO câncer de próstata é o de maior incidência entres os homens, mas ainda há quem acredite que pode postergar a visita ao urologista. Localizada abaixo da bexiga, a próstata é responsável pela fabricação do sêmen e qualquer doença no órgão pode causar problemas de fertilidade e até impotência sexual.

Segundo o urologista Dr. Pedro Rozolen, “os exames preventivos são imprescindíveis, principalmente para quem teve familiares com histórico da doença”.

Os homens já possuem, no código genético, uma predisposição para o desenvolvimento do câncer de próstata. Por isso, é indicado que os exames preventivos de sangue e toque sejam feitos anualmente a partir dos 40 anos para quem possui histórico da doença na família, e a partir dos 45 para quem não tem. Os exames identificam de 90 a 95% dos casos de câncer prostático e, quando diagnosticados precocemente, os tumores leves têm 90% de chances de cura.

É necessário um trabalho geral de cuidado com a saúde para prevenir o desenvolvimento desse tipo de câncer. O especialista aconselha, por exemplo, a ingestão de frutas vermelhas (como tomate, goiaba e melancia), que contêm licopeno, substância que diminui a incidência de doenças prostáticas.

Além disso, é importante manter uma alimentação com pouca gordura animal, praticar atividades físicas e evitar o fumo.

“O paciente, quando diagnosticado com o câncer, pode analisar junto ao seu médico a forma mais adequada para o tratamento, que pode incluir radioterapia, medicamentos e cirurgia aberta ou robótica, caso o câncer esteja em um estágio mais avançado”, alerta o especialista.

Quais são os tratamentos indicados para o cálculo renal

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 22 de março de 2013

O médico urologista Archimedes Nardozza explica em um dos vídeos feitos para o canal Discovery Home & Health como os cálculos são formados e fala sobre os sintomas que anunciam a doença e métodos de tratamento.

Para evitar a infecção urinária

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 21 de março de 2013

Sente dor ou ardência ao urinar? Preste atenção: essa sensação pode ser sinal de um problema sério: a infecção urnária.  A doença é causada por bactérias que se proliferam nas vias urinárias e causam infecção na região

Em entrevista para o jornal Agora, o urologista Gustavo de Alarcon, as mulheres são mais atingidas devido à proximidade entre a vagina e o ânus. “A mulher também tem a uretra mais curta, o que facilita a entra das bactérias nas vias urinárias. Ter a infecção duas vezes por ano, na fase reprodutiva, é normal [para elas]”.

Pacientes diabéticos e com doenças que afetam o sistema imunológico, como HIV e câncer, estão mais propensos a ter o probema.

Riscos e cuidados

Quando a infecção atinge os rins, ela pode evoluir para quadros irreversíveis e até ocasionar a morte. Por isso é importante urinar várias vezes por dia, beber bastante líquido e urinar sempre após o sexo, para limpar a uretra.

O consumo de uma fruta chamada cranberry também ajuda. “Ela é altamente recomendada pela Sociedade Brasileira de Urologia porque diminui os casos de infecção de repetição e das bactéricas que atingem o sistema”, explica Alarcon.

O jornal também produziu um infográfico condensando as informações apresentadas:

Infecção urinária

Hábitos simples para o combate de males da próstata

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 15 de março de 2013

Próstata

A próstata, responsável pela produção do líquido semiótico, é uma glândula localizada na saída da bexiga e que faz parte do aparelho reprodutor masculino. Por ser propícia ao desenvolvimento de doenças, exige cuidados frequentes do homem.

Segundo o urologista Dr. Gustavo de Alarcon, “diferente do que muitos imaginam, o câncer de próstata não é a única doença que se desenvolve na glândula”. O especialista explica que o crescimento gradativo da próstata, que ocorre principalmente a partir dos 45 anos, pode acarretar muitos problemas e desconfortos.

Uma das possíveis consequências do aumento excessivo da glândula é a obstrução total do canal da urina, impossibilitando o homem de urinar. A doença mais comum, porém, é causada por bactérias – a chamada prostatite também proporciona desconforto ao urinar, além de febre e irritações na pele.

Para não chegar a qualquer um desses estágios, o melhor é prevenir. Para isso, o especialista lista cinco dicas de como reforçar a saúde da glândula:

Coma frutas vermelhas

O licopeno, substância encontrada em frutas vermelhas, principalmente no tomate, funciona como um escudo que protege o organismo e dificulta o desenvolvimento do câncer.

Faça exercícios

O sedentarismo é sempre um vilão, não somente por favorecer o aparecimento de câncer de próstata, mas também por ser responsável pelo desenvolvimento de diversas doenças. Praticar exercícios e ter uma vida saudável são ferramentas fundamentais para ter uma boa saúde.

Evite substâncias tóxicas

Fumo e consumo exagerado de bebida alcoólica enfraquecem o sistema imunológico, deixando o organismo mais suscetível ao desenvolvimento da doença.

Cuide da alimentação

Uma alimentação rica em gordura animal, frituras e pimenta pode piorar a inflamação da glândula, principalmente quando a mesma já se encontra com tamanho alterado, aumentando as chances de desenvolvimento do câncer.

Faça exames preventivos

A partir dos 45 anos, os exames preventivos são a arma mais importante para detectar o aparecimento do câncer. Em alguns casos, o diagnóstico precoce pode garantir 100% de cura após tratamento.

Cinco principais mitos sobre a vasectomia

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 17 de janeiro de 2013

MédicoQuando se trata de métodos contraceptivos, é comum que a mulher se submeta a cirurgias, enquanto os homens costumam sentir muito receio em relação aos procedimentos. Muitas vezes, porém, esses medos são derivados da falta de informação.

Segundo o Dr. Gustavo de Alarcon, urologista do Hospital e Maternidade São Luiz, “a vasectomia é uma cirurgia muito mais simples e que serve para impedir a liberação de espermatozoide quando o homem ejacula, impedindo que o óvulo feminino seja fecundado”.

Abaixo, os cinco principais mitos em relação à vasectomia de acordo com o especialista:

A masculinidade do homem é afetada após a cirurgia

A vasectomia não causa alterações físicas ou hormonais.

A vasectomia pode levar à perda de performance sexual ou queda de libido

O procedimento não altera as taxas hormonais de testosterona que preservam a libido, nem causa impotência sexual. Sua função é alterar a capacidade reprodutiva do homem.

A cirurgia é irreversível e ineficaz

O método é eficaz no controle da natalidade. Após a cirurgia, é feito um espermograma (exame) para a verificação da azoospermia (situação caracterizada pela falta de espermatozoides no sêmen) e, a partir disso, o procedimento é considerado definitivo. Para os homens que queiram voltar a ter filhos, existe a vaso-vasostomia, que é a cirurgia de reversão.

Após a cirurgia o homem não ejacula mais

O homem ejacula normalmente. O que muda é o conteúdo seminal, que passa a não ter mais espermatozoides na sua composição.

O procedimento é doloroso

Durante a cirurgia é aplicada a anestesia, que evita dor e traz mais conforto ao paciente. A recuperação é rápida, pouco dolorosa, possibilitando que o homem possa retomar suas atividades em um ou dois dias. O resguardo dura de 7 a 10 dias e após esse período recomenda-se que o paciente faça testes de reação dolorosa antes de ter relações sexuais.

Avanços na saúde masculina

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 4 de janeiro de 2013

Em um dos mini programas produzidos pelo Hospital e Maternidade São Luiz para o canal Discovery Home & Health, o urologista do Hospital São Luiz, Marcelo Travassos, fala sobre a tecnologia green laser, o método mais moderno para o tratamento da hiperplasia benigna da próstata.

 

Retirando os cálculos renais

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 13 de dezembro de 2012

 

Os cálculos renais, conhecidos popularmente por pedras nos rins, se formam a partir da presença de substâncias na urina, como cálcio e sódio.

Podem ser decorrentes de fatores genéticos, predisposição familiar, alterações hormonais, metabólicas e alimentação inadequada, como excesso de sal, refrigerantes, vegetais de cor verde escuro, alimentos condimentados e molhos industrializados.

Segundo o urologista Camilo Loprete, do Hospital e Maternidade São Luiz, o aparecimento dos cálculos é mais comum em adultos de 20 a 40 anos, principalmente homens. Após o diagnóstico, que geralmente é feito no Pronto-Atendimento devido as dores intensas, o tratamento deve ser instituído imediatamente.

“Esse tratamento pode ser feito através de medicamentos que estimulem a saída dos cálculos, mas isso depende da localização e do tamanho da pedra”.

A internação deixa de ser necessária apenas em casos de desidratação, forte infecção ou presença de apenas um cálculo. Para todos os outros casos, como obstrução do canal urinário, presença de cálculos numerosos ou de tamanho considerado grande (maior que 5mm), há necessidade de cirurgia para desobstrução, que pode ser feita através do uso de cateter, ondas de choque que desfragmentam o cálculo, cirurgia aberta, raramente usada (empregada em apenas 5% dos casos), nefrolitotomia percutânea ou laser, a mais usada recentemente.

O especialista ressalta a importância de evitar o aparecimento dos cálculos, fazendo exames específicos, estudos metabólicos, que identificarão os agentes causadores da formação das pedras, diminuindo o consumo de sal, alimentos a base de sódio e aumentando a ingestão de líquidos, que deve chegar a dois litros por dia.

Higiene masculina também precisa de cuidados

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 6 de dezembro de 2012

Os homens não costumam se preocupar, mas é necessário prestar atenção na higienização íntima, pois infecções podem acontecer se os devidos cuidados não forem tomados.

Segundo o Dr. Gustavo de Alarcon, urologista do Hospital e Maternidade São Luiz, “manter a higiene íntima é imprescindível, pois se houver corte, alergia ou baixa imunidade do organismo o risco de infecções graves é mais baixo”.

Os cuidados com a higienização começam com a escolha do material da roupa íntima. Lycra, nylon e poliéster não são recomendados, pois provocam umidade e suor, fazendo com que aumente a secreção nas regiões genitais e criando fungos e bactérias. Os mais indicados são os impermeáveis, como o algodão, que mantém a área mais seca.

O especialista também alerta para a higienização das mãos. “É importante lavar as mãos antes de ir ao banheiro para evitar que as bactérias passem para os órgãos genitais, prevenindo infecções como a gonorreia (infecção no canal da urina), causada por bactérias”. Já na hora do banho, é aconselhável o uso de sabonete neutro, que reduz as reações inflamatórias e alérgicas.

Um dos descuidos mais comuns é o uso de substâncias que contêm álcool (como perfume) e preservativos de sabor ou cheiro, que podem provocar alergias e irritações. A depilação, por outro lado, não é prejudicial, e a escolha do material (lâmina ou cera) deve ser feita de acordo com a preferência do homem.

“Se, mesmo tomando cuidado com a higienização, houver qualquer problema de irritações ou alergias, o homem precisa procurar um especialista antes de utilizar qualquer medicamento”, acrescenta o médico.


Página 1 de 3123
Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados