Blog da Saúde

Incontinência urinária pode atingir homens e mulheres de todas as faixas etárias

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 26 de janeiro de 2015

A incontinência urinária é a perda involuntária de urina e não é considerada uma doença, pois geralmente é decorrente de diferentes causas. A gravidade varia: em alguns casos, a pessoa não consegue segurar a urina ao fazer esforços como tossir ou espirrar, em outros casos, a vontade de urinar é tão súbita e forte que não dá tempo de chegar a um banheiro.

Segundo o urologista do hospital São Luiz Jabaquara, Ricardo De La Roca, pode haver um aumento rápido da incontinência urinária em homens e mulheres com o avançar da idade. “O problema pode se agravar por consequência do envelhecimento de sistemas como o nervoso e o muscular, além da ocorrência de derrames cerebrais, diabetes, Alzheimer e demência senil,” esclarece.

Em cada faixa etária pode haver problemas distintos que levam a perda de urina involuntariamente. Porém a presença de incontinência urinária desde a infância está relacionada com alguma má formação no organismo, como, por exemplo, no sistema urinário ou nervoso.

Um fator que pode causar incontinência urinária nas mulheres é a multiparidade (múltiplos partos) ou partos em que há grande demora para o nascimento do bebê, com compressão sobre o abdômen, incluindo a bexiga. “A perda involuntária da urina passa acontecer, pois a mulher depois do parto pode apresentar alterações do angulo de sustentação da uretra ou uma queda na posição da bexiga”, afirma o urologista.

Nos homens o problema é mais comum na faixa dos 50 anos, por isso é recomendável realizar o controle do crescimento da próstata e a avaliação das repercussões deste crescimento sobre a musculatura vesical.
Vale ressaltar que só um médico pode avaliar o problema e indicar o tratamento que deve ser seguido.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizJabaquara #incontinencia

734432_89613521 placa banheiro

O que é cistite?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 8 de setembro de 2014

A cistite é uma infecção da bexiga que pode afetar homens, mulheres e crianças.

Os sintomas mais frequentes são dor em baixo ventre, dor e ardor para urinar e aumento da frequência urinária com urgência, ou seja, a pessoa tem a sensação de que a bexiga está cheia a todo momento, mas ao chegar ao banheiro, elimina apenas gotas. Outros sinais comuns da cistite são mal-estar, cansaço e calafrios.

Segundo a Dra. Ivani Kehdi, coordenadora do Centro de Controle de Distúrbios Urinários do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, a dor e o desconforto causados pela infecção são incapacitantes e impedem o exercício das atividades normais. A especialista alerta ainda que a “persistência da infecção na bexiga propicia a ocorrência de infecção urinária alta, com acometimento dos rins, gerando um quadro bem mais grave”.

A cistite costuma ser tratada com antibióticos e, devido à grande possibilidade de reincidência, principalmente nas mulheres, o paciente deve seguir à risca a recomendação médica.

Outras recomendações para o tratamento da doença são:

- ingerir pelo menos 2 litros de água por dia;
- esvaziar a bexiga com frequência;
- evitar o uso de espermicidas e diafragmas vaginais;
- evitar duchas vaginais;
- utilizar analgésicos urinários e medicação para febre, se houver.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #cistite

incontinencia_urinaria

Você sabe o que é o Pad Test?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 24 de julho de 2014

O Pad Test consiste em um teste realizado na impossibilidade de execução do estudo urodinâmico, exame computadorizado que avalia as funções de enchimento e esvaziamento da bexiga, explica a Dra. Ivani Kehdi, coordenadora do Centro de Controle de Distúrbios Urinários do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim.

Conhecido como teste do absorvente, o exame também é solicitado às pacientes que sofrem de incontinência urinária nos casos em que o estudo urodinâmico não foi suficiente para elucidar o caso.

O teste funciona da seguinte maneira: a paciente coloca um absorvente que foi pesado numa balança de precisão. Durante uma hora, realiza uma série de exercícios como andar, subir escadas, sentar e levantar várias vezes.

A uroginecologista afirma que “após este período, o absorvente é novamente pesado, o que possibilita a classificação da perda urinária em leve, moderada e grave, de acordo com o aumento de peso do absorvente ao fim dos exercícios realizados”.

O exame pode ser realizado em qualquer pessoa e tem a vantagem de ser um método não invasivo.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #incontinenciaurinaria #padtest

Vá ao ginecologista!

Quais as causas da incontinência urinária e como preveni-la?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 23 de julho de 2014

incontinência

A incontinência urinária consiste na perda urinária involuntária em quantidade e/ou frequência suficiente para afetar de forma negativa as atividades do dia a dia de uma pessoa.

Há dois tipos principais de incontinência urinária em mulheres:

- Incontinência urinária de esforço – “É aquela na qual se perde urina ao fazer esforço, como, por exemplo, ao tossir, ao espirrar, ao pular. Em geral, é causada por uma frouxidão nos músculos do assoalho pélvico e ocorre em decorrência de partos, obesidade, constipação intestinal, profissões que exijam muito esforço ou tosse crônica”, explica a Dra. Ivani Kehdi, coordenadora do Centro de Controle de Distúrbios Urinários do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim.

- Bexiga hiperativa – A uroginecologista revela que ocorre quando a mulher sente vontade de urinar e precisa ir imediatamente ao banheiro. Muitas vezes, elas eliminam um pouco da urina antes de chegar ao sanitário.

Os fatores que causam este tipo de incontinência ainda são uma incógnita, mas a “bexiga hiperativa” é muito prevalente nas mulheres que entraram na menopausa, quando os tecidos ficam mais frágeis e sensíveis. A especialista afirma que outro fator que pode influenciar o surgimento deste problema é o consumo de comidas muito temperadas ou ácidas ou de bebidas “irritantes” – como as gasosas, as que contenham cafeína ou álcool.

De acordo com Dra. Ivani, uma das principais causas da incontinência urinária nos homens é a hipertrofia prostática, ou seja, o crescimento da próstata, que acontece com muita frequência em indivíduos na meia idade. “No início, há mais sintomas de dificuldade de esvaziamento (da bexiga) e aumento no número de idas ao banheiro. À medida que a próstata aumenta de tamanho, pode haver retenção urinária e perdas urinárias por transbordamento”.

A uroginecologista informa que algumas medidas podem ser benéficas para as mulheres prevenirem este problema: elas devem realizar exercícios pélvicos para manter a musculatura pélvica com bom desenvolvimento, fazer reposição hormonal pós-menopausa, manter o peso adequado e ter uma dieta saudável para um bom funcionamento intestinal.

Para os homens, a melhor forma de evitar a incontinência urinária é o acompanhamento médico preventivo. O urologista é o especialista adequado para diagnosticar e, se for o caso, tratar algum crescimento anormal da próstata.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizItaim #incontinenciaurinaria

A importância do exame PSA para a saúde do homem

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 15 de julho de 2014

cancer-

Hoje é o Dia Nacional da Saúde do Homem. Em pesquisa divulgada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), 3.500 homens com mais de 40 anos foram entrevistados sobre quais problemas de saúde eles mais temem. O câncer foi o mais citado, com 20% do total de menções. A falta de ereção, com 16%, foi apontada como a segunda maior preocupação.

Ainda que se preocupem, 51% dos homens revelaram que não vão ao cardiologista nem ao urologista. A maioria, portanto, nunca realizou exames essenciais para evitar o câncer de próstata, por exemplo.

Um destes exames é o PSA, feito a partir da coleta de sangue. Dr. Camillo Loprete, urologista do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, explica que o PSA é “uma enzima produzida pela próstata e com características de marcador tumoral prostático”. Em outras palavras, ela é utilizada para o diagnóstico, o monitoramento e o controle da evolução do câncer de próstata.

O ideal é que os homens iniciem a realização da dosagem sanguínea do PSA a partir dos 40 anos. O especialista recomenda ainda que o exame deve ser realizado todos os anos, juntamente com o de toque retal.

“O PSA não é específico para o diagnóstico de câncer de próstata. É utilizado para a detecção de doenças prostáticas em geral, como hiperplasia benigna, prostatites, etc”, fianliza Dr. Camillo.

#HospitalSaoLuiz #SaoLuizAnaliaFranco #PSA #cancer #prostata

Como o cálculo renal surge?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 23 de dezembro de 2013

águaTambém conhecido como pedras nos rins, o cálculo é formado por cristais compostos por vários minerais alojados nos rins que podem se deslocar até as vias urinárias causando muita dor e complicações.

Por vivemos em um país tropical, o consumo de líquidos, como água, chá e sucos, deve ser constante, explica o urologista da unidade Jabaquara do Hospital São Luiz, Ricardo de la Roca (CRM28886 ).

O médico também explica que a alimentação é um fator importante para a dissolução das pedras, principalmente em pacientes com altos índices de ácido úrico na urina, pois eles estão no grupo de riscos da doença. “Carne vermelha, peixes e frutos do mar, alimentos ricos em proteína como nozes, feijão e grão de bico são verdadeiros venenos, principalmente para que tem ácido úrico, eles aumentam significativamente os riscos de pedra nos rins”, acrescenta

Causas e tratamento

O cálculo renal ocorre normalmente em homens devido a alguns fatores como , constituição óssea maior, além de obesidade, sedentarismo, maior consumo de alimentos ricos em cálcio e proteínas.

Já na mulher a probabilidade de formar cálculos aumenta com a chegada da menopausa. “O tratamento depende do tamanho, da composição química e da localização do cálculo, podendo ser apenas um acompanhamento clínico, com uso de medicação ou até mesmo realização de uma cirurgia”, complementa o especialista.

Fonte: Eco Central

Tratamento alternativo para cálculo renal

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 3 de maio de 2013

O cálculo renal, também conhecido como pedra nos rins, causa dores muito agudas no paciente. Por isso, o Hospital São Luiz conta com várias tecnologistas que auxiliam na retirada.

 O Dr. Camillo Loprete (CRM: 50251) destaca em específico, o tratamento a lazer. Ele permite que o paciente tenha alta no mesmo dia e retorne rapidamente a suas atividades. Assista a mais um miniprograma da série veiculada pelo Discovery Home & Health com os Hospitais Rede D’Or São Luiz e entenda mais sobre este procedimento.

 .

Por que realizar os exames periódicos de próstata?

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 2 de abril de 2013

CalendárioO câncer de próstata é o de maior incidência entres os homens, mas ainda há quem acredite que pode postergar a visita ao urologista. Localizada abaixo da bexiga, a próstata é responsável pela fabricação do sêmen e qualquer doença no órgão pode causar problemas de fertilidade e até impotência sexual.

Segundo o urologista Dr. Pedro Rozolen, “os exames preventivos são imprescindíveis, principalmente para quem teve familiares com histórico da doença”.

Os homens já possuem, no código genético, uma predisposição para o desenvolvimento do câncer de próstata. Por isso, é indicado que os exames preventivos de sangue e toque sejam feitos anualmente a partir dos 40 anos para quem possui histórico da doença na família, e a partir dos 45 para quem não tem. Os exames identificam de 90 a 95% dos casos de câncer prostático e, quando diagnosticados precocemente, os tumores leves têm 90% de chances de cura.

É necessário um trabalho geral de cuidado com a saúde para prevenir o desenvolvimento desse tipo de câncer. O especialista aconselha, por exemplo, a ingestão de frutas vermelhas (como tomate, goiaba e melancia), que contêm licopeno, substância que diminui a incidência de doenças prostáticas.

Além disso, é importante manter uma alimentação com pouca gordura animal, praticar atividades físicas e evitar o fumo.

“O paciente, quando diagnosticado com o câncer, pode analisar junto ao seu médico a forma mais adequada para o tratamento, que pode incluir radioterapia, medicamentos e cirurgia aberta ou robótica, caso o câncer esteja em um estágio mais avançado”, alerta o especialista.

Quais são os tratamentos indicados para o cálculo renal

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 22 de março de 2013

O médico urologista Archimedes Nardozza explica em um dos vídeos feitos para o canal Discovery Home & Health como os cálculos são formados e fala sobre os sintomas que anunciam a doença e métodos de tratamento.

Para evitar a infecção urinária

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 21 de março de 2013

Sente dor ou ardência ao urinar? Preste atenção: essa sensação pode ser sinal de um problema sério: a infecção urnária.  A doença é causada por bactérias que se proliferam nas vias urinárias e causam infecção na região

Em entrevista para o jornal Agora, o urologista Gustavo de Alarcon, as mulheres são mais atingidas devido à proximidade entre a vagina e o ânus. “A mulher também tem a uretra mais curta, o que facilita a entra das bactérias nas vias urinárias. Ter a infecção duas vezes por ano, na fase reprodutiva, é normal [para elas]”.

Pacientes diabéticos e com doenças que afetam o sistema imunológico, como HIV e câncer, estão mais propensos a ter o probema.

Riscos e cuidados

Quando a infecção atinge os rins, ela pode evoluir para quadros irreversíveis e até ocasionar a morte. Por isso é importante urinar várias vezes por dia, beber bastante líquido e urinar sempre após o sexo, para limpar a uretra.

O consumo de uma fruta chamada cranberry também ajuda. “Ela é altamente recomendada pela Sociedade Brasileira de Urologia porque diminui os casos de infecção de repetição e das bactéricas que atingem o sistema”, explica Alarcon.

O jornal também produziu um infográfico condensando as informações apresentadas:

Infecção urinária

Página 1 de 3123
Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados