Blog da Saúde

Pratos coloridos e lúdicos melhoram alimentação das crianças internadas

» -------------------------------------------------------------------------------------------------------------

postado em 20 de Abril de 2018

Pediatria do Hospital e Maternidade São Luiz unidade São Caetano serve pratos como omelete do urso ou almôndegas de pássaros

O Hospital e Maternidade São Luiz Unidade São Caetano traz novidades no cardápio para os pequenos pacientes. A unidade criou pratos lúdicos e flexibilizou os alimentos que podem ser inseridos na alimentação durante a passagem dos pequenos pelo hospital. Essa difícil tarefa é de responsabilidade das profissionais de nutrição, que pensam na alimentação de cada paciente de maneira única.

A aceitação aos alimentos pelas crianças de uma forma geral é mais difícil, pois cada uma está habituada ao cardápio que foi acostumada no dia a dia, normalmente preparado por um familiar. Pode-se somar a isso todo o estresse do processo de internação, dores e procedimentos que a criança passará.

A supervisora de nutrição do Hospital e Maternidade São Luiz São Caetano, Danila Celi Zanoni Freitas, conta que existe grande preocupação dos profissionais de saúde em oferecer uma alimentação que desperte o interesse das crianças. “Quem se alimenta bem normalmente tem alta mais rápida e acaba dependendo menos de vitaminas e complementos alimentares”, explica.

Além dos cardápios individuais que podem variar de acordo com cada criança, a unidade permite que os pequenos escolham opções disponíveis, desde que seja possível dentro da prescrição médica e com o aval do acompanhante presente no momento da internação.

Todo o cardápio pode ser adaptado, desde as preparações mais simples, como filés grelhados, em alguns casos à milanesa ou batata palito assada (para imitar a frita). Além disso, há ainda duas opções diferentes, que se repetem a cada 15 dias: omelete do urso e almôndegas que imitam pássaros baseados em personagens de jogos.

A quantidade de opções é bastante grande. Há também a possibilidade, dependendo do quadro clínico, dos pequenos pedirem pizza, hot dog, hambúrguer/cheeseburguer, parmegiana e coxinha. “Pode parecer controverso no primeiro momento, mas o intuito é agregar humanização do atendimento à conduta nutricional. Nem sempre o mais saudável é tolerado pelo paciente naquele momento. Por mais restrições que existam, se o paciente tiver liberação médica e estiver sem se alimentar por um período, optamos em alterar a receita para conseguir que o pequeno se alimente e colabore para a evolução do tratamento ”, explica.

Para o lanche da manhã, chamado de colação, há também alimentos diferenciados que podem ser servidos, sempre de acordo com a dieta prescrita pelo médico: leite fermentado ou iogurte, achocolatado, suco de soja, suco pasteurizado de maçã.

Danila explica que a aceitação desses alimentos é ótima e ajuda a transformar o momento da internação mais leve. “Tudo é possível, por mais restrições que existam, sempre tentamos alterar a receita para conseguir atender a expectativa”, finaliza.

Be Sociable, Share!

Deixe seu comentário
You must be logged in to post a comment.
Produzido por Connexion Net

(c) 2010 - Blog da Saúde - Todos os direitos reservados